18.1 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022
-Publicidade-
Inicio Notícias Solução brasileira de logística reversa inteligente é apresentada na COP26

Solução brasileira de logística reversa inteligente é apresentada na COP26

Tecnologia – Créditos: shurtterstock

A COP26, 26ª Conferência da ONU sobre as Mudanças Climáticas, surge como uma janela de oportunidade para evitar uma série de catástrofes no planeta. O encontro tem focado em assuntos e soluções para combater as mudanças do clima e atenuar os efeitos do aquecimento global – trabalho a ser feito por todos. Porém, o Brasil pode se orgulhar de que não somente grandes corporações, mas startups também estão na linha de frente da batalha para preservar o meio ambiente e evitar a emissão de gases – assim como a Green Mining, que foi selecionada por meio do programa de aceleração Net Zero 2050, para apresentar a solução de logística reversa inteligente, nesta sexta-feira, durante a COP26.

Com o propósito ambiental, social e econômico, a startup já encaminhou para reciclagem mais de 2,5 milhões de quilos de embalagens pós-consumo e evitou a emissão de mais de 420 mil quilos de CO₂. E surge para ser uma solução tecnológica rentável, que traz a eficiência na recuperação de recicláveis, permitindo remunerar e dar dignidade às pessoas envolvidas na cadeia, por meio da contratação (CLT) de ex-catadores de rua. De acordo com Rodrigo Oliveira, presidente da Green Mining, “quanto mais se recicla, menos recursos naturais são extraídos, resultando, consequentemente, na redução de emissões e no impacto em mudanças climáticas”.

“Um dos compromissos que deve ser firmado na COP26, referente à meta de redução de 30% nas emissões de gás metano, por exemplo, deverá levar, no Brasil, diversos investimentos à tecnologias que reduzam emissões em áreas como pecuária e resíduos sólidos. A problemática dos resíduos sólidos, que vem se apresentando como um dos maiores crescimentos percentuais de emissões de gases efeito estufa, também precisará de uma grande atenção de investidores, pois já existem diversas tecnologias desenvolvidas e comprovadas que rapidamente podem reduzir as emissões de metano deste setor, como a compostagem ou energia”, explica Rodrigo Oliveira.

O programa de aceleração Net Zero 2050, visa desafiar e apoiar empresas integrantes do Pacto Global da ONU para que estabeleçam metas climáticas ambiciosas, alinhadas à ciência, e integrem o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 13 (Ação Climática) e os objetivos do Acordo de Paris em suas estratégias de negócio. Resultado da parceria entre o IdeiaGov, hub de inovação aberta do governo estadual, em parceria com a Connected Places Catapult (CPC), o Consulado Britânico e a InvestSP, agência de promoção de investimentos do estado de São Paulo, possui como objetivo acelerar a conexão com investidores, governos e empresas do terceiro setor ao longo do programa. A ação tem feito com que startups brasileiras e britânicas trabalhem em conjunto para o desenvolvimento de respostas sustentáveis aplicáveis, tanto em São Paulo quanto no restante do mundo.

Sobre a Green Mining

A Green Mining é uma das startups selecionadas em todo o mundo pela cervejaria Ambev, por meio do programa 100+ Accelerator. Integrante do grupo de empresas do Pacto Global da ONU, maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo, foi vencedora do ‘Better World Award’, realizado na Bélgica e da competição mundial de Ideias de Negócios Verdes da Climate Ventures. Além de representar o Brasil no programa mundial Climate Launchpad, na Holanda e vencedora da 1ª edição brasileira do evento europeu Greentech Challenge.


Em 2021, a startup foi premiada no Ranking 100 Open Startups, entrando para o TOP 10 na categoria CleanTechs, e apresentou o projeto de logística reversa inteligente na COP26, a Conferência do Clima da ONU. Desde o início das operações, já coletou e encaminhou para reciclagem mais de 2,5 milhões de quilos de embalagens pós-consumo e evitou a emissão de mais de 417 mil quilos de CO₂.

Inicio Notícias Solução brasileira de logística reversa inteligente é apresentada na COP26