21.6 C
Uberlândia
segunda-feira, junho 24, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasSustentabilidade no processo produtivo garante perpetuação da atividade

Sustentabilidade no processo produtivo garante perpetuação da atividade

Arroz – Crédito: Fagner Almeida – Divulgação

Painel na 31ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas vai debater o tema no próximo dia nove de fevereiro

A sustentabilidade ambiental da produção agrícola, em especial a orizícola, será tema de debate em um dos painéis da programação da 31ª Abertura da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas, que ocorrerá de 9 a 11 de fevereiro. Com o nome “Arroz Gaúcho: Alimentando Nações e Conservando o Planeta”, o painel terá como moderador o superintendente do Senar/RS, Eduardo Condorelli, e será realizado na tarde do primeiro dia do evento.

Segundo Condorelli, ao debater este tema também é discutida a garantia da perpetuação da atividade, uma vez que se houver descuido na manutenção e conservação dos recursos naturais, principalmente dos não renováveis, no processo produtivo, o primeiro a ser prejudicado é o próprio produtor. “O fato da Federarroz ter proposto junto com os demais organizadores do evento uma discussão dessa natureza, para nós significa absoluta seriedade com a qual a entidade trata a questão do produtor, principalmente imaginando a necessidade da manutenção da atividade”, observa.

Condorelli ressalta que os prejuízos aos recursos naturais também impactam a garantia de fornecimento de alimentos para diversos países, para bilhões de pessoas que dependem dessa produção. Coloca que o Brasil na questão do comércio internacional é um grande player da agricultura mundial, tendo esta responsabilidade muito reforçada no Rio Grande do Sul em relação à produção de arroz. “Portanto, se o Brasil é responsável por muito da produção agropecuária do planeta Terra, essa responsabilidade recai no nosso Estado que junto com Santa Catarina tem praticamente a totalidade da produção orizícola do país”, explica, salientando, ainda, que os produtores rurais brasileiros, em particular os gaúchos, estão submetidos a severas leis e demais regras ambientais.

Para o superintendente do Senar/RS, essa discussão é fundamental para garantir que seja cada vez mais intensificada a produção sustentável nas áreas onde já ocorrem atividades produtivas, tanto no aspecto ambiental quanto no mercadológico e econômico. Cada saca de arroz a mais que se produz num hectare, numa quadra de campo, é um pedaço de terra a menos que se tem necessidade de realizar a intervenção humana”, destaca, lembrando que não há conservação ambiental sem produção agrícola sustentável a longo prazo.

O painel terá como palestrantes o secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Artur Lemos Júnior, o diretor técnico do Irga,  Ricardo Machado Kroeff, a pesquisadora da Embrapa Solos e presidente do Portfólio de Projetos da Embrapa intitulado Serviços Ambientais, Rachel Bardy Prado, e o diretor de Sustentabilidade Latam da Divisão Agrícola da Bayer, Eduardo Bastos.

Com o tema “Os Novos Rumos do Sistema de Produção”, a 31ª Abertura da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas é uma realização da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), correalização da Embrapa e o patrocínio premium do Instituto Riograndense do Arroz (Irga) e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O evento será realizado de forma híbrida, na Estação Experimental Terras Baixas, da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão (RS) e com programação on-line. Informações e inscrições poderão ser feitas no site www.colheitadoarroz.com.br.

Foto: Fagner Almeida/Divulgação
Texto: Rejane Costa/AgroEffective

ARTIGOS RELACIONADOS

Estimativa da safra 2023/24 de soja do Brasil é reduzida para 147,571 mi de t

No total das duas safras de milho, País tem produção potencial de 114,3 mi de t, aponta consultoria

Plante suas pimentas e colecione sabores e ardências diferentes

As pimentas são muito presentes na culinária brasileira e internacional, muitas vezes com papel de destaque como temperos e até mesmo como prato principal....

Conheça alguns produtos inusitados que são originados dos grãos de soja

Após a colheita, a oleaginosa é utilizada como base para vários produtos alimentícios.

Para qual direção caminha a produção da cana-de-açúcar no Brasil?

No cenário do direcionamento da produção de cana-de-açúcar no Brasil destacam-se tecnologias ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!