22.6 C
Uberlândia
domingo, maio 19, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosHortifrútiTratamentos pós-colheita sem agregação de resíduos

Tratamentos pós-colheita sem agregação de resíduos

Crédito Divulgação

Tomás H. Lucas
Diretor Área Internacional – Sanifruit

O limão Tahiti é um dos principais produtos exportados pelo Brasil, com um volume em 2020 de mais de 120 mil toneladas. O principal destino é a Europa. Este fato tem duas condições muito importantes. Por um lado, a pressão a que as autoridades europeias estão sujeitas em relação ao uso de fungicidas sintéticos, limitando cada vez mais o número de ingredientes ativos e a quantidade de resíduos que podem ser encontrados na fruta.

Por outro lado, o frete marítimo é outro elemento de preocupação devido a vários fatores, como o tempo do frete, as condições de transporte (temperatura muito baixa) e os atuais atrasos no trânsito, causados pela situação global. Durante esse processo, o limão sofre diversas alterações, como danos pelo frio, perda de peso e mudança de cor.

Todas estas condições marcam a necessidade de os armazéns de embalagem encontrarem produtos pós-colheita que preservem e protejam o limão durante o transporte, cumprindo os requisitos europeus. Neste sentido, os tratamentos à base de ingredientes naturais são chamados a ser a solução.

Os revestimentos são provavelmente o produto mais importante e sobre o qual a Sanifruit trabalha há décadas.

Inovação

A Sanifruit é uma empresa inovadora de biotecnologia dedicada ao desenvolvimento de soluções naturais pós-colheita sem resíduos fitossanitários para frutas mais saudáveis e sustentáveis.

Nascida na Espanha, com duas gerações de produtores de críticos na família, a empresa conta com mais de 30 anos de experiência e oferece produtos naturais com eficácia comprovada, que protegem a fruta das diferentes alterações que ela pode sofrer, como perda de qualidade, desidratação, redução de peso, danos pelo frio, alteração de cor e sabor, etc.

Tudo isso se traduz em um aumento na vida comercial da fruta. Os tratamentos Sanifruit respeitam a saúde dos consumidores e dos operadores das fábricas e colaboram com a sustentabilidade ambiental, reduzindo a pegada de carbono e hídrica.

Por que utilizar

Os tratamentos para cítricos têm diferentes funções:

• Lavagem da fruta, que permite eliminar uma grande quantidade de resíduos orgânicos, inorgânicos e até químicos;

• Conservação de frutas;

• Desinfecção de água e câmaras frigoríficas;

• Revestimentos.

Composição

Os tratamentos de lavagem são compostos por dois produtos Sani-J e Sabão Bio Neutro, formulados com elementos naturais com alto desempenho e que permitem eliminar boa parte dos resíduos do campo. Nesse aspecto, a ação positiva na eliminação de resíduos orgânicos (restos de insetos) e químicos (falamos sempre de resíduos não sistêmicos) é muito interessante.

Os tratamentos de desinfecção permitirão que a água de tratamento por drencher (chuveiro) ou imersão seja mantida com baixíssimos níveis de bactérias e fungos, assim como a estabilidade das dissoluções para aplicação na linha. Este produto é baseado em peróxido de hidrogênio, com uma formulação especial que confere grande estabilidade ao peróxido.

É muito importante manter a higienização das câmaras durante a campanha, e para isso dispomos de tratamentos de desinfecção com sistema de aerossol que tem a grande vantagem de poder ser utilizado na presença da fruta.

Os produtos Sanifruit são formulados com base em conservantes de grau alimentício e extratos vegetais. Sua principal função é proteger o fruto, reduzindo a incidência de apodrecimento. Esses tratamentos permitem reduzir e até mesmo omitir o uso de ingredientes ativos nos tratamentos pós-colheita, ou seja, o fruto pode ser classificado como livre de químicos (chem-free).

O uso de formulações Sanifruit, à base de conservantes, oferece muitas vantagens, incluindo poder unificar os tratamentos pós-colheita independentemente do mercado de destino, atender aos requisitos de limitação do número de ingredientes ativos e aos LMRs dos distribuidores e varejistas europeus.

Por fim, esses tratamentos combinados com nossos revestimentos permitem que a mercadoria seja identificada com a etiqueta “pele comestível”.

Portfólio

As formulações de Sanifruit para tratamento pós-colheita de frutas cítricas são as seguintes:

Sani-D + Sani-D Plus: tratamento combinado formulado com conservantes de qualidade alimentar e extratos vegetais. Este tratamento é aplicado em sistemas drencher e/ou balsas com cascata.

Sani-DC Bio: tratamento formulado com extratos vegetais, aplicado na linha por meio de sistemas de pulverização.

Sani-DC e Sani-DC Plus: tratamento combinado formulado com conservantes de qualidade alimentar e extratos vegetais, aplicado em mistura com a cera na fase final da linha.

Proteção do começo ao fim

Nossa gama de revestimentos permite proteger a fruta de todo o estresse que sofre nos processos de armazém, durante o transporte e vida de prateleira. Os produtos são formulados com conservantes alimentares à base de ésteres de sacarose de ácidos graxos.

Este revestimento possui uma permeabilidade seletiva à água e gases, o que permite que a fruta mantenha as trocas de oxigênio e carbono, retendo a parte líquida, evitando a desidratação e mantendo as qualidades organolépticas da fruta. Isso representa uma vantagem competitiva sobre as ceras.

Nossa gama de revestimentos inclui dois produtos:

Sani-RC: é um revestimento à base de conservantes comestíveis, aplicado misturado com a cera.

Sani-RC L: revestimento à base de conservantes comestíveis que se aplica diluído em água, evitando o uso de ceras convencionais.

Vantagens

As principais vantagens do uso de revestimentos RC são as seguintes:

• Redução da desidratação da fruta, limitando a perda de peso;

• Proteção contra danos causados pelo frio durante o transporte em baixas temperaturas;

• Desaceleração da mudança de cor da pele, muito interessante no limão Tahiti;

• Permitem eliminar o uso de ceras, que, combinadas com os nossos tratamentos conservantes (gama Sani-DC*), permitem declarar “Pele comestível” no rótulo;

• Atendem aos requisitos veganos;

• Permite a substituição de ingredientes ativos usados para prevenir danos causados pelo frio.

ARTIGOS RELACIONADOS

Exportações recordes do agronegócio somam US$ 14,53 bilhões

Com alta recorde dos preços internacionais dos alimentos, as vendas externas do agronegócio representaram metade de tudo que é exportado pelo país em março.

Cafeicultora de Minas Gerais é finalista em concurso internacional

A jovem Bruna Carolina da Silva, 22 anos, da Comunidade do Baú, em Fervedouro, Zona da Mata mineira, se classificou em segundo lugar no Premio a La Innovación Juvenil Rural de América Latina y el Caribe (Prêmio Juventude Rural Inovadora na América Latina e no Caribe), anunciado no último dia 10.

Tecnologia no combate do estresse oxidativo

Natural ou em suco, no uso culinário em doces ou pratos sofisticados e, ainda ...

Arroz: Recorde de exportações e preço triplica

O preço do arroz produzido no Brasil mais que triplicou de janeiro de 2010 até o final de agosto deste ano. O encarecimento do arroz para os consumidores nos últimos meses está relacionado à queda da área plantada nos últimos anos, devido à baixa remuneração aos produtores, além do aumento das exportações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!