23.3 C
São Paulo
terça-feira, julho 5, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Hortifrúti Variedades de morango para cultivo no verão

Variedades de morango para cultivo no verão

 

Hugo Reis Vidal

Engenheiroagrônomo, consultor técnico na empresa HVIDALConsultoria e diretor da Associação dos Engenheiros Agrônomos do Paraná (EAPR) – Curitiba

hugovidal.agro@gmail.com

Marli de Jesus dos Santos

Engenheira agrônoma, sócia-proprietária na empresa BoavaE Delta Seg” Planejamento Agropecuário e executiva naEAPR- Curitiba

Créditos Ingrid Senra
Créditos Ingrid Senra

O morangueiro Fragaria x anannassadusch é uma frutífera da família das Rosaceas (mesma da maçã) e cultivada como hortaliça pelas suas características botânicas (rasteira, estolonífera com multifloradas e outras).

O que é “cultivo de verão“? É o cultivo em que se planta no período do verão ou o cultivo que se retira alguma colheita no verão? Essa terminologia não existe, sendo o morangueiro uma planta de ciclo longo e de multifloradas. Quando o plantio ocorre nos meses de verão (fevereiro e março), se colhe inicialmente no inverno no norte do Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Espirito Santo.

O plantio de outono é colhido no inverno e primavera. Em uma lavoura bem conduzida é possível colher no verão, o que ocorre mais ao Sul e em regiões acima de 800m de altitude.

Colheita no mês de janeiro na propriedade Ingrid Senra - Créditos Ingrid Senra
Colheita no mês de janeiro na propriedade Ingrid Senra – Créditos Ingrid Senra

Por onde começar

Conhecer as características das variedades, comportamento e manejo são fatores fundamentais para obter todo o potencial produtivo do morango. Atualmente, as variedades de morangos estão divididas em dois grupos – as de dia curto e as neutras a fotoperíodo.

Outro fator imprescindível é a qualidade e procedência das mudas, as quais devem ser adquiridas de viveiros idôneos, devidamente registrados no RENASEM ” MAPA (Registro Nacional de Sementes e Mudas do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento), que exige acompanhamento de técnico habilitado e procedência legal dasmatrizes.

Infelizmente, por hábito do “jeitinho brasileiro“, aproximadamente 50% das mudas produzidas no Brasil ainda são ilegais, por virem de viveiros não registrados ou pior, plantas pirateadas de cultivares protegidas pelo SNPC (Serviço Nacional de Proteção de Cultivares) do MAPA.

Nesses casos, os produtores são vítimas, mas, não inocentes. Quando as cultivares são protegidas pelo Serviço Nacional de Proteção de Cultivares as plantas só podem ser adquiridas ou importadas de viveiros autorizados e acompanhadas do Termo de Conformidade da Produção, e só é permitida sua multiplicação mediante licença especial dos detentores, conforme exigem as leis de Sementes e Mudas do Brasil.

As procedências legais das mudas de morangueiros, atualmente, têm sido na ordem de 20 a 25% importadas da Argentina e do Chile e 75 a 80% são mudas produzidas no Brasil.

Cesta de colheita higienizada e embalagem identificada - Créditos Ingrid Senra
Cesta de colheita higienizada e embalagem identificada – Créditos Ingrid Senra

Ciclo do morangueiro

Os cultivares mais plantadas atualmente no Brasil são:

â–º Cultivares de dias curtos– aquelas que têm suas floradas influenciadas pelo fotoperíodo curto, ou seja, dias com menos de 8 horas de luz diurna. São elas:

üOso Grande – cultivar de origem na Universidade da Califórnia (UC) não protegida. Nunca soubemos de importação de matrizes. Tem livre multiplicação dos meristemas pelos laboratórios brasileiros e mudas dos viveiros nacionais. São plantas vigorosas e produtivas, e têm seu plantio recomendado no final do verão (fevereiro e março), com colheitas no inverno e primavera. Raramente se consegue colher na próxima estação de verão. É a cultivar mais plantada no Brasil.

üCamarosa – cultivar de origem na UC, não protegida, também multiplicada livremente, tanto pelos laboratórios como pelos viveiristas. É ainda uma das cultivares mais plantadas no mundo, devido à sua qualidade de fruto para indústria, alta produtividade e alta porcentagem de sólidos solúveis.

üCamino Real – cultivar de origem na UC, é protegida pelo SNPC – MAPA. É uma cultivar muito produtiva, resistente àantracnose, porém sensível àPestalotiopis e ao oídio. É uma planta de porte menor que as anteriores, com capacidade produtiva superior, quando manejada adequadamente. Apresenta frutos cônicos, uniformes, firmes e com excelente cor e sabor. Raramente apresenta frutos deformados, é sensível a produtos à base de enxofre.

üFestival – cultivar de origem na Universidade da Flórida (UF). Eembora esteja protegida em alguns países, no Brasil é livre sua repicagem pelos laboratórios e multiplicação pelos viveiros legalizados. Planta de médio vigor, bastante resistente a efeito das chuvas, prefere um plantio mais tardio, já no outono,com frutos cônicos, uniformes, cor vermelha externa e internamente.

Existem outras cultivares de origens espanholas, como Sabrosa e Sabrina, e ainda italianas, além de outras antigas já plantadas no Brasil, porém de pouca expressão no momento.

As variedades/cultivares de dias curtos sensíveis ao fotoperíodo longo, no verão, estão mais propícias ao estado vegetativo que produtivo.

 

Colheita na propriedade Ingrid Senra - Créditos Ingrid Senra
Colheita na propriedade Ingrid Senra – Créditos Ingrid Senra

 

Essa matéria completa você encontra na edição de março 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua para leitura integral.

 

Inicio Revistas Hortifrúti Variedades de morango para cultivo no verão