23.6 C
Uberlândia
quarta-feira, abril 17, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosViabilidade do gotejo para a melancia

Viabilidade do gotejo para a melancia

Métodos de irrigação localizada possuem eficiência de 90%, ou seja, a cada 100 litros de água aplicado, 90 são utilizados pela planta.

Rogério Zanarde Barbosa
Doutor em Irrigação e Drenagem e professor de Agronomia – Faculdade de Ensino Superior e Formação Integral (FAEF)
rogeriozanarde@gmail.com

Quando realizada de forma correta, a irrigação por gotejamento possibilita incrementos consideráveis na produtividade da melancia. Diferentemente dos demais sistemas de irrigação, o gotejamento fornece água diretamente às raízes das plantas, o que ajuda a melhorar a eficiência do uso da água e a reduzir o estresse hídrico na cultura.

Foto: Ana Maria Diniz

Outra característica do gotejamento é a melhor qualidade do fruto, tendo uma maior valorização no mercado, além de reduzir a incidência de pragas e doenças, pois a parte aérea da cultura não é molhada, como acontece na irrigação por aspersão.

No gotejamento é possível reduzir os custos de produção, uma vez que permite a utilização de fertilizantes e de alguns defensivos agrícolas via água de irrigação. O gotejamento permite a aplicação de água de forma localizada, o que reflete em maior eficiência de utilização da água, tornando esse sistema mais sustentável que as demais formas de irrigação, pois consome uma menor quantidade de água e energia elétrica.

Vale a pena?

No geral, a irrigação por gotejamento é uma ótima opção para os produtores de melancia que desejam aumentar a produtividade ou produzir de forma sustentável, melhorando a qualidade do fruto e reduzindo os custos.

A irrigação localizada supre as necessidades hídricas das culturas. Estima-se que para cada quilo de melancia produzido sejam necessários 140 litros de água. Esta água é utilizada na evapotranspiração e no processo de formação do fruto.

DESTAQUES

– Estudos mostram que o gotejamento pode aumentar a produtividade da melancia em até 30%;

– Com o gotejamento é possível ter uma economia de água na ordem de 70%, pois a água é aplicada diretamente das raízes, diferente dos demais sistemas de irrigação;

– Mais eficiência de aplicação em relação aos sistemas de irrigação por superfície e aspersão.

Eficiência

 Em geral, métodos de irrigação localizada possuem eficiência de 90%, ou seja, a cada 100 litros de água aplicado, 90 são utilizados pela planta. Métodos mais eficientes, além da economia de uso da água, também permitem um menor custo com energia elétrica, pois geralmente a irrigação na cultura da melancia é pressurizada e utiliza uma motobomba. 

A cultura da melancia é afetada por diversas doenças, como, míldio, oídio, cercóspora, antracnose, fusário, entre outras. Os produtores costumam ter um custo alto com o controle de pragas e doenças na cultura.

Uma grande vantagem da irrigação por gotejamento, comparada aos demais sistemas, é que a água passa a ser aplicada diretamente nas raízes, não molhando a parte aérea da cultura. Isso possibilita maior assepsia, pois as doenças costumam se proliferar em ambientes mais úmidos.

Irrigação tradicional x gotejo

A principal diferença entre a irrigação tradicional e o gotejamento é a eficiência de uso da água. Isso ocorre porque a água é distribuída diretamente nas raízes das plantas, onde ela pode ser absorvida com mais eficiência.

A irrigação tradicional, por outro lado, desperdiça muita água, porque ela é distribuída por toda a superfície do solo. Isso faz do gotejamento uma forma mais sustentável de irrigação do que a tradicional.

Outra diferença é o controle da irrigação – o gotejamento oferece um maior controle sobre a irrigação do que a tradicional. Isso ocorre porque é possível controlar a quantidade de água que é distribuída para cada planta, as irrigações são em baixa intensidade e alta frequência.

A irrigação tradicional, por outro lado, pode levar ao excesso de irrigação ou à irrigação insuficiente.

O outro lado da moeda

No entanto, o custo de irrigação por gotejamento é maior que a irrigação tradicional, principalmente por conta do sistema de filtragem e aquisição de tubos gotejadores. No entanto, a irrigação por gotejamento pode se tornar viável no longo prazo, devido à maior eficiência de água e economia com o uso de energia elétrica.

No geral, a irrigação por gotejamento é uma forma mais eficiente, mais cara, mais controlada e mais sustentável de irrigação do que a irrigação por aspersão.

Gotejo enterrado

Dentre as perspectivas para uso do gotejamento na produção da melancia está o gotejamento subsuperficial, ou seja, quando o tubo gotejador é instalado abaixo da superfície do solo, pode ser uma tendência na produção de frutas.

Geralmente, o tubo gotejador instalado na superfície do solo pode dificultar os tratos culturais na cultura da melancia, diferentemente do gotejamento subsuperficial. No entanto, os gotejadores, para serem enterrados, precisam ter tecnologia específica para não ter problema de entupimento dos emissores.

Critérios essenciais

É importante ressaltar que em todo o projeto de irrigação é necessário ter conhecimento sobre a quantidade e a qualidade da água. Na implantação de um sistema de irrigação por gotejamento, é necessário um conjunto motobomba, tubulações, conexões, tubos gotejadores, entre outros.

O custo da irrigação irá depender de vários fatores, como, região, topografia, espaçamento da cultura, tecnologia envolvida, etc. De forma geral, o custo aproximado é de R$ 20.000,00/ha para implantar um sistema de gotejamento na cultura da melancia.

Dentre os principais desafios enfrentados pelos produtores ao migrarem para a irrigação por gotejamento estão o conhecimento técnico, ou seja, este método de irrigação exige mais conhecimento especializado que os demais.

Caso a opção seja por utilizar fertilizantes na água, é necessário conhecimento em fertirrigação, uma vez que é possível aplicar fertilizantes via gotejamento, reduzindo os custos operacionais.

O agricultor necessita investir em um bom sistema de filtragem da água, pois os orifícios de saída dos emissores são pequenos e podem acontecer eventuais entupimentos, caso a filtragem não seja eficiente.

ARTIGOS RELACIONADOS

Ovos e ninfas da mosca-branca devem ser eliminados?

Autores Luís Paulo Benetti Mantoan Doutor em Ciências Biológicas (Botânica)/Fisiologia Vegetal – UNESP luismantoan@gmail.com Carla Verônica Corrêa Doutora em Agronomia/Fisiologia Vegetal – UNESP cvcorrea1509@gmail.com...

Associação entre mulching e TNT no controle da mosca-branca

  Diego Tolentino de Lima diegotolentino10@hotmail.com Daniel Lucas Magalhães Machado danielmagalhaes_agro@yahoo.com.br Engenheiros agrônomos e doutorandos em Produção Vegetal - ICIAG-UFU Ernane Miranda Lemes ernanelemes@yahoo.com.br Roberta Camargos de Oliveira robertacamargoss@gmail.com Engenheiros agrônomos e doutores...

Aminoácido – Aliado no controle das viroses da melancia

Eduardo Suguino Pesquisador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) - Centro-Leste esuguino@apta.sp.gov.br   Aminoácidos nada mais são do que compostos formados por um grupo amina, que...

Melancia Arriba

Com bons resultados no campo e nos supermercados, a variedade tem ganhado espaço ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!