Ácido fúlvico: Estimula crescimento da muda de alface americana

0
354

Autores

Saulo Strazeio CardosoEngenheiro agrônomo, doutor em agronomia e professor – Faculdades Associadas de Uberabasaulo.cardoso@fazu.br 

Marcela Caetano LopesBióloga e doutoranda em Agronomia – FCA/UNESP – Botucatumacaetano20@hotmail.com

Andreza Lopes do Carmo Química e graduanda em Agronomia – UFTM – Campus Iturama – MG – andrezalopesdocarmo@hotmail.com

Alface – Crédito: Renata Theodoro

Os ácidos fúlvicos são os principais componentes da matéria orgânica do solo, tendo sua ação no metabolismo e crescimento das plantas, influenciando a absorção e o transporte de nutrientes, por alterar a área superficial das raízes. Seus efeitos se assemelham à ação da auxina, hormônio vegetal responsável pela expansão celular e iniciação de raízes, dentre outros efeitos fisiológicos nas plantas.

Manejo de aplicação

A aplicação deve ser feita levando em consideração resultados de pesquisas e das condições químicas apresentadas pelo solo. Estudos afirmam que a aplicação deve ser realizada por meio do preparo de uma solução contendo uma concentração específica de ácido fúlvico, extraídos das principais fontes, como lignita, leonardita, lodo de esgoto, composto orgânico, turfas e produtos comerciais.

Produtividade em estudos

Estudos têm demonstrado o efeito do ácido fúlvico no desenvolvimento de raízes laterais, principalmente nos estádios iniciais de desenvolvimento das plantas, quando as células se encontram em processos de divisão e diferenciação, processos estes semelhantes as respostas fisiológicas ao hormônio auxina.

Consequentemente, tem-se uma maior absorção de nutrientes pelas plantas, resultando em maior produção de alface, devido ao maior volume de solo explorado pelas plantas.

Borcioni et al (2016) observou que a aplicação do ácido fúlvico nas mudas de alface proporcionou maior crescimento inicial das plantas de alface, alterando a massa seca e fresca das folhas, bem como o comprimento e volume radicular. Estes efeitos podem estar associados à presença de compostos semelhantes às auxinas nas substâncias húmicas, contribuindo para o crescimento das plantas, especialmente do sistema radicular, como relatam Sediyama et al. (2000); Canellas et al. (2002); Façanha et al. (2002); Nardi et al. (2002); Zandonadi et al. (2007); Trevisan et al. (2010).

Estudos realizados por Nibau et al. (2008) afirmam que o aumento de raízes laterais nas plantas de alface proporciona efeitos positivos na produção, em função da maior capacidade de adaptação das plantas ao ambiente sob condições adversas.

Erros mais frequentes

Quando se fala em erros, pode-se dizer que os mais frequentes são sobre a falta de conhecimento das substâncias húmicas, concentração, grau de purificação do material dentre outras. Para minimizar esses erros, deve-se ter conhecimento dos produtos comerciais disponíveis e a recomendação (doses e épocas de aplicação) para a cultura em específico.

Ainda há poucos estudos com a aplicação de ácidos fúlvicos na cultura da alface. Em função disso, o custo irá variar de acordo com a fonte de ácido fúlvico utilizada, bem como a concentração a ser aplicada nas plantas.