25.6 C
Uberlândia
quarta-feira, junho 19, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasAgroVivaz se prepara para temporada 2023

AgroVivaz se prepara para temporada 2023

Foto AgroVivaz

A próxima temporada vai contar com seis variedades selecionadas para melhor atender as necessidades do mercado brasileiro, e a campanha de vendas está prevista para novembro deste ano, com o início das entregas previsto para fevereiro de 2023.

A importação é fruto da parceria com a Viveros Califórnia, uma empresa pioneira na produção de mudas, e que vem se destacando como uma das maiores empresas do ramo na Europa.

Trilha

Os proprietários da empresa brasileira, os engenheiros agrônomos Altair Zotti e Dário Pauletto, estiveram em visita no campo de produção de mudas na região de Valladolid (Espanha) no mês de outubro.

Durante o encontro, puderam trocar experiências e constatar a evolução no processo de produção das mudas. O longo caminho de uma nova variedade: da pesquisa ao lançamento

Existem espalhadas pelo mundo instituições detentoras de tecnologias e que realizam estudos em genética para lançamento de novas variedades de morango, buscando desenvolver as principais características desejadas para a cultura, sendo elas a produtividade, resistência a pragas e doenças, adaptabilidade climática e durabilidade pós-colheita.

Genética

Dentre as variedades comercializadas no Brasil, temos as desenvolvidas pela Universidade da Califórnia. A instituição foi responsável pelo desenvolvimento de variedades como Albion, Portolas, Monterey, Cabrillo, San Andreas, entre outras. Também temos variedades desenvolvidas pela Universidade da Flórida, como a Flórida Beauty.

O esperado momento

Uma vez concluído o desenvolvimento da variedade, ela é lançada pelas instituições de pesquisa. Para distribuição e comercialização das mudas, essas instituições concedem os direitos de reprodução, e contam com empresas e organizações especializadas na consolidação e proteção das variedades em novos mercados.

Depois de lançada a variedade, o primeiro passo é encontrar um viveirista parceiro para multiplicar essas plantas, para então serem comercializadas como mudas certificadas para produção de frutas.

Temos também empresas responsáveis pela facilitação e impulsionamento dos processos. A Eurosemillas é uma empresa que trabalha em parceria com a Universidade da Califórnia desenvolvendo o mercado de novas variedades e sua distribuição global.

Outra empresa do ramo que se destaca é a Emco Cal, uma organização que potencializa a introdução de plantas em diversos países, licenciando viveiristas para multiplicação de plantas e atendendo mercados por todo o mundo.

A empresa está presente em seis continentes acelerando o processo de seleção e multiplicação, e tem como um dos focos a administração de programas de royalties capazes de se adaptar às necessidades de produtores, comerciantes e proprietários de variedades.

Para garantir os direitos dos detentores da variedade, no Brasil, temos a Lei de Proteção de Cultivares (LPC). Esse mecanismo legal se dá por meio da concessão de um certificado de proteção de cultivar, que assegura ao titular a autorização sobre plantas ou suas partes, para reprodução e multiplicação vegetativa.

Além disso, veta a produção comercial por terceiros e a comercialização de material propagativo sem a autorização do titular da proteção. Somados aos trâmites legais exigidos para garantir a concessão do benefício, outras regras devem ser atendidas para obter o domínio da produção.

Entre as características fisiológicas, temos a necessidade de atender critérios de distinguibilidade, homogeneidade e estabilidade. Além disso, a variedade não pode ter sido comercializada no Brasil há mais de doze meses.

Foto AgroVivaz

Segurança

Essa proteção é muito importante para o desenvolvimento do mercado agrícola, uma vez que garante a continuidade dos estudos de melhoramento genético das variedades e incentiva a competitividade do mercado de mudas.

Outro ponto importante é o financiamento que o pagamento de royalties oferece para essas instituições de pesquisa, que são responsáveis por inúmeras inovações e que tem um papel de extrema importância na evolução dos cultivares.

Logística da importação

A Viveros California domina a tecnologia de propagação e multiplicação das plantas matrizes, adotando rígidas normas de controle fitossanitário. Essas plantas matrizes são cultivadas em campos de produção de mudas para multiplicação dos estolões, onde recebem todos os tratamentos fitotécnicos e nutricionais até sua formação completa.

Com a chegada do inverno europeu, as mudas entram em um estado de dormência. Assim, elas estarão prontas para serem colhidas, por meio de um processo mecanizado, e então serem lavadas, selecionadas e classificadas. Por fim, são levadas à câmara fria para iniciar o processo de congelamento lento até -2ºC.

Para importação dessas mudas, é necessário que as empresas envolvidas preparem a documentação de autorização de importação e apresentem as análises de controle fitossanitário, que devem estar em conformidade com as normas exigidas pelo MAPA.

Quando uma muda é produzida nas condições climáticas da Europa, ela adquire reservas nutricionais, aumentando o vigor vegetativo e o ciclo de produção e, consequentemente, sua produtividade.

Além de todas essas características das mudas, a Viveros California se mantém atualizada por meio de constantes pesquisas e parcerias com empresas e universidades para melhoramento do potencial genético, buscando novos materiais para a atender a necessidade do mercado consumidor internacional.

Logística

Outra fase muito importante do processo de importação é a logística para as plantas chegarem até o produtor. O transporte é feito em contêineres frigoríficos com temperaturas controladas durante todo tempo de viagem.

Uma vez em território nacional, a muda é novamente fiscalizada pelo MAPA, para garantir que esta cumpre com os requisitos da legislação brasileira. Sendo liberadas para comercialização, são transportadas para nossa estrutura de câmara fria, ficando armazenada em temperatura controlada de -2ºC.

Para cada região do Brasil são organizadas as datas de entregas para que se tenha tempo hábil de organizar a logística, e também preocupando em respeitar a cadeia de frio para que essas mudas cheguem ao consumidor final com a melhor qualidade possível.

Como escolher a variedade ideal

Diversos fatores devem ser levados em consideração na hora de escolher qual variedade se adéqua melhor às características de cada região e às expectativas do produtor. Isso se deve ao fato de que cada muda terá suas particularidades, que vão exigir um tipo de cuidado diferente.

Para o próximo ciclo, a AgroVivaz trabalhará com seis variedades que se destacaram em solo brasileiro: Albion, Cabrillo, Flórida Beauty, Monterey, Portolas e San Andreas.

Na tabela a seguir foram descritas as principais características das variedades em relação a fatores determinantes para sua escolha.

ARTIGOS RELACIONADOS

Entrevista: Diretor da Federarroz critica decisão do governo de importar arroz

O governo federal anunciou a importação de 300 mil toneladas de arroz para conter o aumento dos preços, mas a medida está gerando controvérsia

Cuidados no replantio de mudas de abacate

A muda de boa qualidade expressa o potencial genético e influencia diretamente na formação do sistema radicular e aéreo da planta que implica no sucesso de implantação de um cultivo, no estande inicial das plantas, taxa de desenvolvimento, etc.

AgroVivaz: liderança na importação de mudas

Viveros California é um dos mais tradicionais centros de desenvolvimento de tecnologias para produção de mudas de morango da Europa.

Abacate: cuidados no replantio de mudas

Descubra como escolher mudas de abacateiro de qualidade para garantir um cultivo de sucesso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!