Algas marinhas e o superbrotamento em alho

0
125

Autora

Nilva Terezinha TeixeiraEngenheira agrônoma, doutora em Solos e Nutrição de Plantas e professora de Nutrição de Plantas, Bioquímica e Produção Orgânica do Centro Universitário do Espírito Santo do Pinhal (Unipinhal)nilvatteixeira@yahoo.com.br

Plantação de alho – Fotos: Eduardo Sekita

O alho é uma das hortaliças mais antigas: o seu emprego data do período Neolítico (5.000 a.). Na antiguidade a sua importância era equiparada à do sal. Hoje, estes poderosos bulbos vêm sendo extensivamente estudados pela ciência.

O alho é uma cultura extremamente importante. Seu emprego não é apenas culinário. É um antibiótico natural, estimulante de apetite, auxilia na digestão de alimentos, evita a acidez estomacal, ajuda a reduzir o risco de doenças cardiovasculares, diabetes, asma e alguns tipos de câncer.

Na agricultura, as propriedades antifúngicas, bactericidas e inseticidas fazem com que o alho possa ser usado no controle de pragas e doenças, o que é praticado na agricultura orgânica.

No Brasil, o cultivo de alho emprega milhares de pessoas e movimenta bilhões, anualmente, na economia. nacional, sendo explorado, em grande parte, por pequenos e médios produtores. Por aqui, o consumo de alho apresenta aumento de 4% ao ano, enquanto a área plantada vem reduzindo e, por isso, há dependência de importações.

Obstáculos

Entre os problemas que acometem a cultura do alho, tem-se o superbrotamento, ou seja, o pseudoperfilhamento, que se caracteriza pelo surgimento de brotações laterais e alongamento das folhas de proteção dos bulbilhos.

As plantas ficam com aparência de touceiras e os bulbos ficam abertos, o que os inviabiliza para a comercialização. Tal problema pode ser decorrência de fotoperíodo curto e temperaturas baixas, excesso de irrigação e de adubação nitrogenada e o emprego de vernalização.

Sabe-se que em alhos nobres vernalizados a ocorrência do problema em questão é mais preocupante. A vernalização, que consiste em colocar os bulbos-sementes em baixas temperaturas por um determinado período e que visa a redução de exigências de fotoperíodo e a temperatura, estimula o acúmulo de citocininas e giberelinas, prejudicando o equilíbrio hormonal, o que pode ocasionar o superbrotamento.

Outro fator que pode causar o superbrotamento do alho, como se citou, é o excesso de água. Os produtores, para minimizar o problema, têm lançado mão de reduzir a irrigação, o que pode causar problemas à cultura, que é exigente em umidade.

Pseudoperfilhamento – entenda

Mas, qual a razão da redução de irrigação ajudar a evitar o pseudoperfilhamento? A fisiologia da planta responde. Quando as plantas estão expostas ao estresse hídrico, e também a outros agentes, ocorre, relativamente, grande produção de ácido abscísico (ABA) nas folhas, visando regular a abertura e fechamento estomático.

Para ler o restante deste artigo você tem que estar logado. Se você já tem uma conta, digite seu nome de usuário e senha. Se ainda não tem uma conta, cadastre-se e aguarde a liberação do seu acesso.