18.6 C
Uberlândia
quinta-feira, junho 13, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMáquinasCNA defende medida provisória que isenta tratores e máquinas agrícolas de emplacamento

CNA defende medida provisória que isenta tratores e máquinas agrícolas de emplacamento

Maquinários 189 - Crédito Valtra 

O objetivo da entidade, que também quer isenção do IPVA, é impedir elevação de custos ao produtor rural

 

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) é favorável a qualquer medida que impeça a elevação dos custos da produção rural. Desta forma, está discutindo e defende propostas com esta finalidade para aprimorar o texto da Medida Provisória (MP) 673/2015, que acaba com a obrigatoriedade de emplacamento e licenciamento de tratores e máquinas produzidos a partir de 1º de janeiro de 2016, desde que destinados exclusivamente à atividade agrícola.

A MP altera o que está previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e determina que tratores e máquinas agrícolas façam apenas o registro único específico, junto ao órgão estadual de trânsito, para identificação do veículo ou do maquinário. Apesar de avaliar a MP como positiva, a CNA defende outros pontos que não estão no texto, como a isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

Segundo o coordenador de Assuntos Estratégicos da CNA, Anaximandro Almeida, no caso de um trator com preço médio de R$ 145 mil, o custo do proprietário com o IPVA seria de R$ 4,4 mil, uma vez que este imposto equivale, aproximadamente, a 3% do valor do veículo. Já o produtor rural que possui uma colheitadeira que vale de R$ 700 mil a R$ 1 milhão, o IPVA ficaria em torno de R$ 21 mil a R$ 30 mil. A proposta de isenção do IPVA foi defendida pela CNA nas duas últimas audiências públicas, realizadas na Câmara e no Senado, para discutir a MP.

“A MP 673 recebeu 82 emendas ao texto original. A maioria propõe melhorias no texto para tornar mais claro o processo de registro único de tratores e máquinas agrícolas e determina que o registro seja gratuito, para não onerar o setor produtivo. Mas cabe ao Poder Legislativo aperfeiçoar o texto original“, ressalta Anaximandro Almeida.

A Resolução 429/2012, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), tornou obrigatórios o emplacamento e o licenciamento de máquinas agrícolas. Assim, cria-se a possibilidade de tratores e máquinas agrícolas pagarem, além do IPVA, taxa de licenciamento anual, seguro obrigatório (DPVAT), bem como realizarem vistorias. Ou seja, seria mais uma forma de onerar o produtor rural, pois a obrigatoriedade de emplacamento e licenciamento terá início apenas em 2017.

 Maquinários 127 - Crédito New Holland (TM 165) (06-2010)

Ainda de acordo com o coordenador de Assuntos Estratégicos da CNA, os tratores que, esporadicamente, circulam por rodovias, representam apenas 3% da frota. Como a grande maioria destes veículos sequer sai da propriedade, a questão de emplacamento e licenciamento é pouco relevante.

Na sua avaliação, outros pontos importantes dizem respeito a regras e condutas para garantir a segurança do condutor e demais usuários nos raros deslocamentos nas proximidades das propriedades, como horários específicos de tráfego, limites de velocidade permitida e sinalização vertical da rodovia informando o trânsito dos tratores, entre outras. Estas regras ajudariam a evitar acidentes e multas nos casos que, eventualmente, os tratores circulam por rodovias.

A MP será discutida em comissão especial instalada para discutir o tema. O presidente do colegiado é o senador Acir Gurgacz (PDT-RO) e o relator é o deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA).

ARTIGOS RELACIONADOS

Segurança agronômica inédita entre os trigos branqueadores

Novidade marca a chegada de nova geração de trigos branqueadores já para o mercado de 2020. Lançamento acontece no Show Rural Coopavel entre 3 e 7...

Abertura da Femec terá presença do ex-ministro da Fazenda Mailson da Nóbrega

Palestra do economista será dia 22 de março, às 10 horas, no Parque de Exposições Camaru O ex-ministro da Fazenda, Mailson da Nóbrega, fará a...

Associação entre mulching e TNT no controle da mosca-branca

  Diego Tolentino de Lima diegotolentino10@hotmail.com Daniel Lucas Magalhães Machado danielmagalhaes_agro@yahoo.com.br Engenheiros agrônomos e doutorandos em Produção Vegetal - ICIAG-UFU Ernane Miranda Lemes ernanelemes@yahoo.com.br Roberta Camargos de Oliveira robertacamargoss@gmail.com Engenheiros agrônomos e doutores...

Como fazer o manejo do estresse hídrico para uniformização da florada?

Autor Guy Carvalho  Produtor de cafés especiais, consultor agronômico e Coffee Producer Influencer A florada do cafeeiro é, sem dúvidas, um dos momentos mais bonitos da...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!