23.7 C
Uberlândia
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosGrãosCopercampos inicia construção de nova UBS em Campos Novos

Copercampos inicia construção de nova UBS em Campos Novos

 

DCIM100MEDIADJI_0245.JPG

A produção de sementes tem grande representatividade no faturamento da Copercampos e a inovação está presente no setor. Para acompanhar os grandes resultados em produtividade no campo e possibilitar maior agilidade no processo de beneficiamento, a cooperativa está investindo na construção de uma nova Unidade de Beneficiamento de Sementes (UBS).

As obras de construção da nova UBS, localizada na BR 470, em Campos Novos (SC), iniciaram no mês de outubro e devem ser finalizadas até março de 2019. De acordo com o gerente de sementes Marcos Juvenal Fiori, a Copercampos está investindo mais de R$ 12 milhões na obra.

“O objetivo é atender o mercado, com agilidade e qualidade no beneficiamento das sementes. A capacidade de classificação será de 600 sc/hora e já temos construídos armazéns nesta área com uma capacidade física de armazenagem de 720 mil sc/40 kg de soja. Esta UBS será 100% automatizada, uma unidade muito eficiente e com equipamentos modernos, com um fluxo totalmente diferente das nossas outras UBS“, explica Fiori.

Com a nova UBS, o setor de sementes deve desativar duas pequenas unidades localizadas na matriz, em Campos Novos. “Temos algumas UBS antigas e vamos desativar essas unidades e ainda triplicar a capacidade de classificação, buscando sempre maior qualidade dos processos“, reforçou Marcos Fiori.

Com a nova unidade toda automatizada, desde classificação, ensaque e descarga, a UBS da Unidade 71 deve contar com cerca de 10 profissionais. Fiori lembra que esta obra representa a terceira etapa de um projeto de ampliação da Copercampos.

“Este é um projeto que iniciamos há três anos, com a construção dos armazéns, onde hoje temos um Centro de Distribuição e agora iniciamos a terceira etapa, com a construção da UBS e também de uma Central de Tratamento de Sementes ” CTS“, relata.

Na CTS, uma máquina com capacidade de 20 t/hora será instalada para realização de Tratamento de Sementes Industrial (TSI). “Com esta nova CTS, teremos cinco unidades e vamos contar com seis máquinas de TSI para atender os clientes de todo o Brasil e do exterior“, calculaMarcos Fiori.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de dezembro de 2018 da Revista Campo & Negócios Grãos. Adquira o seu exemplar para leitura completa.

ARTIGOS RELACIONADOS

Tratamento de sementes é a solução para nematoides em milho safrinha?

Autores Fabio Olivieri de Nobile Doutor e professor – Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (Unifeb) fabio.nobile@unifeb.edu.br Maria Gabriela Anunciação Graduanda em Engenharia...

Tratamento de sementes de algodão com fungicida e inseticida

Alderi Emídio de Araújo Engenheiro agrônomo fitopatologista, D.Sc. e pesquisador da Embrapa Algodão   O tratamento de sementes é uma prática comum e imprescindível para assegurar uma...

DuPont Proteção de Cultivos e DuPont Pioneer apresentam tecnologias integradas na Expodireto Cotrijal

Sementes híbridas de milho, cultivares de soja e o novo fungicida Vessaryaâ„¢ serão os principais atrativos do estande das empresas   As empresas DuPont Proteção de...

Fertilizantes à base de algas aumentam potencial produtivo de frutas e hortaliças

  Douglas José Marques Professor de Olericultura e Melhoramento Vegetal da Universidade José do Rosário Vellano-UNIFENAS douglas.marques@unifenas.br Hudson Carvalho Bianchini Professor de Fertilidade do Solo da Universidade José...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!