23.3 C
São Paulo
terça-feira, julho 5, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Cultivar de feijão com ciclo de 65 dias é novidade

Cultivar de feijão com ciclo de 65 dias é novidade

Leonardo Melo

Doutor em Genética e Melhoramento de Plantas, líder do Programa de Melhoramento de feijão da Embrapa e pesquisador em Melhoramento de Feijão da Embrapa Arroz e Feijão (CNPAF)

leonardo.melo@embrapa.br

 Crédito Leonardo Melo
Crédito Leonardo Melo

A Embrapa lançou recentemente sua mais nova cultivar de feijão do tipo carioca. Denominada BRS FC 104, apresenta como grande diferencial um ciclo entre o plantio a maturação dos grãos de aproximadamente 65 dias, um ganho de 10 a 25 dias de antecipação, quando comparada com o ciclo médio das cultivares de feijão existentes no mercado, que variam entre 75 para a 90 dias.

A BRS FC104 possui valor nutricional padrão e uniformidade para a coloração e o tamanho dos grãos. Os grãos são bege-claros com estrias marrom-claras, de forma oblonga reniforme, sendo curtos e sem brilho. Apresenta rendimento de peneira de 84% e massa média de 100 grãos de 25 g, com grãos de alto valor comercial, considerando o padrão das precoces com grão carioca.

Mais resistente

A BRS FC104, sob inoculação artificial, é resistente ao mosaico-comum. Nos ensaios de campo, mostrou-se moderadamente resistente à ferrugem e moderadamente suscetível à antracnose e à murcha de curtobacterium.

Entretanto, mostrou-se suscetível à mancha-angular, à murcha de fusário, ao crestamento-bacteriano-comum e ao mosaico dourado. Desta forma, em termos gerais, a BRS FC104 possui maior resistência às doenças que as cultivares precoces no mercado.

Diferenciais

A cultivar, em condições adequadas de nutrição, luminosidade, temperatura e pluviosidade, apresenta ciclo superprecoce (média de 65 dias, da emergência à maturação fisiológica), inferior ao das cultivares consideradas precoces.

Para este material são recomendados: semeadura antecipada ou tardia nas diferentes regiões e épocas de cultivo, semeadura em janelas estreitas de cultivo, escape de pragas, doenças e fatores abióticos que causam estresse (frio, calor e seca), regiões com vigência de vazio sanitário e com períodos de restrição no uso da água para irrigação.

Potencial produtivo

O potencial produtivo da BRS FC104, obtido a partir da média dos cinco ensaios em que esta apresentou as maiores produtividades, foi de 3.792 kg ha-1. Essa estimativa demonstra que mesmo sendo de ciclo muito curto, a cultivar tem potencial genético elevado para produtividade de grãos e que, se o ambiente for favorável e existirem boas condições de cultivo, altas produtividades podem ser alcançadas.

Essa característica confere à BRS FC104 uma das melhores taxas de conversão de fotoassimilados em peso de grãos desenvolvidos por programas de melhoramento, com uma produtividade de 60 kg para cada dia de ciclo. Os valores encontrados para uma cultivar de ciclo normal, de alto potencial produtivo e em condições favoráveis de cultivo, estão em torno de 50 kg/dia de ciclo.

Essa matéria você encontra na edição de agosto de 2018 da Revista Campo & Negócios Grãos. Adquira o seu exemplar.

Ou assine

Inicio Revistas Grãos Cultivar de feijão com ciclo de 65 dias é novidade