28.6 C
Uberlândia
sábado, abril 13, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasCusto de produção requer atenção dos agricultores

Custo de produção requer atenção dos agricultores

Cerca de 60% do gasto da formação das lavouras se concentra no processo de plantio, portanto, é fundamental o incremento de tecnologias, como o controle eletrônico da plantabilidade para garantir melhores margens

O mercado agropecuário vive em constante mudança e oscilação, com o descompasso entre os preços das commodities e dos insumos, a classe produtora precisa buscar o equilíbrio para não correr riscos. Contudo, mais importante que mirar em alta produtividade é preciso pensar na eficiência dos processos e isso passa obrigatoriamente por um ponto pouco falado, mas de fundamental importância: custo de precisão.

Créditos: Divulgação

De acordo com Evandro Martins, presidente da FertiSystem e presidente diretor executivo do Parque Tecnológico do agro – Tecnoagro, a adoção de tecnologia em uma unidade produtora é muito importante e é preciso avaliar como incrementar as inovações. Afinal, ela precisa se pagar.

No processo de plantio esse cuidado deve ser redobrado. Isso porque o maior gasto de formação da lavoura, o custo de produção de grão, concentra-se no processo de plantio, e pode variar de 50% a 60%.A tendência moderna é a automação por meio de sistemas eletrônicos integrados aos dosadores de adubos e de sementes. É nessa etapa que o produtor tem que se esforçar para melhorar suas margens”, diz o executivo.

Ainda segundo o especialista, alguns números chamam a atenção para o potencial de economia e precisam ser analisados com cautela pela classe produtora. Por exemplo, só no processo de desligamento linha a linha, é possível reduzir 6,2% a média na quantidade de fertilizantes aplicados, e 5,5% em sementes. Outro dado relevante é a exposição da compensação da curva de plantio, que tem um acréscimo de 6,85% de aumento de produtividade em relação ao fertilizante e 10,6% nas sementes.

Além disso, com a aplicação de insumos em taxa variável na linha de semeadura, consegue-se uma redução de 13,8% na quantidade de fertilizantes e 7% de redução na semente, afinal, não precisa colocar fertilizante onde não tem semente. “Tudo isso somado vai gerar uma grande economia ao produtor e é isso que precisa ser avaliado, reforça Martins.

Ferramentas eficientes

Como observado até aqui, o caminho para a redução de custos é o incremento de ferramentas tecnológicas. Neste sentido, a FertiSystem, que desenvolve soluções inteligentes para o plantio, busca acessibilizar suas tecnologias para qualquer marca de plantadeira do mercado. Ou seja, o produtor não precisa adquirir um equipamento novo para tornar mais eficiente sua semeadura. “Os nossos produtos foram desenvolvidos para resolver esse tipo de dificuldade, através de sistemas eletroeletrônicos com a dosagem precisa, determinando mínimas variações, mantendo constante o número de sementes prescritas por metro quadrado e gramas por metro linear de fertilizantes”, destaca o especialista.

A companhia possui um portfólio completo de soluções e sistemas de controles eletrônicos. Entre as soluções, destaque para o IsoPlanter64, o sistema TXF MB, o FertiSystem Auto-lub AP NG e o mais novo lançamento, o Sidereus, um sensor de semente graúda.

O IsoPlanter64 é indicado para todas as culturas de sementes graúdas e finas e leva em consideração os principais conceitos da Agricultura de Precisão. Possui controle de desligamento linha-a-linha, taxa variável e compensação em curvas. É controlado através do próprio monitor original do trator, desde que a comunicação seja pela norma Isobus (ISO 11783). O sistema é o único do mercado que pode controlar e fazer seções de mais de uma linha de plantio.

Já o TXF MB (Taxa Fixa Mobile) é o sistema de controle de aplicação de fertilizantes por meio de smartphone ou tablet. Através dele, a dosagem e deposição do adubo no solo é mais precisa e há real controle do que acontece com o implemento durante a atividade. A ferramenta é simples de operar, acessível a todos os produtores e desenvolvida para ser utilizada em adubadoras, semeadoras, cultivadores ou sulcadores.

O Auto-Lub é um dosador de adubo que garante a uniformidade, alta durabilidade, fácil manutenção e precisão na deposição dos fertilizantes ao longo da linha de plantio, além de oferecer a dose certa no local certo. Quando não se usa o sistema de controle eletrônico através de motores elétricos, não se alcança a taxa desejada, seja de adubo ou de semente, porque as semeadoras ou adubadoras trabalham com engrenagens de regulagem específica onde não se é possível escolher a dosagem pretendida.

O Sidereus, por sua vez, é um sensor óptico que tem como objetivo detectar as sementes graúdas quando passam pelo condutor. Em conjunto com algum monitor de plantio, a ferramenta torna possível ao operador saber como está ocorrendo o plantio, ou seja, se as sementes estão caindo, na quantidade certa, no momento correto, sendo os olhos do agricultor para o plantio. Com isso possibilita a detecção de falhas, duplas, condutores entupidos e falta de sementes. “O Sidereus foi desenvolvido para trazer maior credibilidade e economia ao usuário, com custo menor sem perder desempenho, uma solução que se encaixa perfeitamente no nosso conceito de redução de custos no plantio”, finaliza Martins.

ARTIGOS RELACIONADOS

Agricultura de precisão proporciona mais sustentabilidade para o agronegócio

Empresa de tecnologia em projetos agrícolas oferece aumento de produtividade com o mínimo impacto ambiental.

Ventos frios chegaram aos campos de soja do RS

Depois da chuva provocada pela passagem de uma frente fria, as condições meteorológicas na Região Sul mudaram. Os ventos frios de origem polar, com até moderada intensidade chegaram aos campos de soja da região de São Gabriel, no Rio Grande do Sul. Veja o vídeo enviado pela produtora rural Patricia Vione.

Como atender à crescente demanda por alimentos seguros e saudáveis? 

A nutrição por meio de fertilizantes nas folhas pode melhorar consideravelmente o desenvolvimento das culturas, ampliando o potencial das plantas.

GDM inaugura a estação de Cria no Brasil

Neste dia 14, mais de 700 pessoas estiveram conectadas ao canal da GDM no YouTube para acompanhar a inauguração da unidade de Cria, localizada em Porto Nacional/TO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!