24.6 C
Uberlândia
quinta-feira, abril 18, 2024
- Publicidade -
InícioMercadoEm 1 ano, energia solar no Brasil fica 31% mais barata

Em 1 ano, energia solar no Brasil fica 31% mais barata

Levantamento comparou dados do último trimestre de 2022 e 2023; redução foi motivada pela queda do preço dos equipamentos solares, diz pesquisa.

O preço médio da energia solar no Brasil caiu 31% no último ano, de acordo com o indicador do Radar, um estudo que mede o preço da energia solar, realizado pela Solfácil, maior ecossistema de energia solar da América Latina.

Imagem: Solfácil

O valor, que era de R$ 4,22 por watt-pico (Wp) no último trimestre de 2022, caiu para R$ 2,91 por Wp no último trimestre de 2023. A redução foi motivada pela queda do preço dos equipamentos solares, dólar e importação dos fretes. Apenas no último trimestre de 2023, a redução foi de 8%.

De acordo com o estudo, a região Centro-Oeste tem o preço médio mais barato do país, com R$/Wp 2,77. O valor representa uma queda de 32% em relação ao mesmo período de 2022, quando era de R$ 4,07/Wp. O Sudeste tem o segundo preço mais baixo com R$/Wp 2,88, antes era de R$/Wp 4,20, uma redução de 31%.

Na sequência aparece a região Nordeste com uma média de R$/Wp 2,92, antes era de R$/Wp 4,26, uma queda de 31,7%. A região Sul apresenta uma média de R$/Wp 2,99, antes era de R$/Wp 4,15, uma baixa de 28% e por fim a região Norte com R$/Wp 3,05, antes era de R$/Wp 4,31, uma queda de 29%.

Redução do preço por estados e porte dos projetos
 

Todos os estados do Brasil registraram queda no preço médio da energia solar no último ano. Segundo o indicador, os estados que mais tiveram redução no preço foram: Sergipe (39%), Alagoas (35%), Paraíba (33%), Rio Grande do Norte (32%) e Maranhão (32%).

Preço médio da energia solar no 4º trimestre de 2023 por estados e porte de projeto.Imagem: Solfácil

A redução de preços da energia solar é uma boa notícia para os consumidores brasileiros, que estão enfrentando uma alta nos preços da energia elétrica. Para Fabio Carrara, CEO e fundador da Solfácil, com preços mais acessíveis, mais pessoas poderão adotar a energia solar como uma fonte limpa e econômica.

“Nunca foi tão viável ter um sistema de energia solar em casa. Os preços dos equipamentos solares têm caído aceleradamente nos últimos meses. Além disso, a queda da taxa Selic também tem permitido que mais pessoas tenham energia solar em casa, pois o financiamento fica mais barato e acessível”, diz o executivo.
 

Marcas de inversores mais utilizadas

A Solfácil também analisou a escolha de marcas de inversores em diferentes regiões do Brasil. A Growatt segue como a principal marca de inversor do Brasil, de acordo com dados do 4ª trimestre de 2023 do estudo, mas perde influência para Deye. Por outro lado, a Goodwe ganha espaço em projetos menores, enquanto Solplanet cresce em usinas maiores.

ARTIGOS RELACIONADOS

Uso de drones para aplicação de defensivos

Os drones são realidade nas lavouras brasileiras e têm sido uma ferramenta promissora ...

Tratamento de sementes industrial

A Corteva Agriscience realizou, nos últimos dias, o Fórum Multiplicadores 2021 ...

8 previsões para a indústria florestal no Brasil e no mundo: o que esperar de 2021?

Depois do que o mundo atravessou no ano passado com a Covid-19, que infelizmente segue entre nós, qualquer tipo de projeção deve ser feita com cautela.

Sistema que gera energia e sombreamento ao gado será apresentado na Agrishow 2022

Modelo desenvolvido pela Dinâmica Energia Solar diminui o estresse e aumenta a produtividade do rebanho

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!