22.6 C
Uberlândia
quinta-feira, abril 18, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosEmbalagens biodegradáveis revolucionam a produção de café

Embalagens biodegradáveis revolucionam a produção de café

As embalagens biodegradáveis estão transformando a produção, oferecendo uma solução sustentável que preserva o sabor, a qualidade e o meio ambiente.

Santiago Noronha Alves da Silva
Biólogo, mestre em Biodiversidade Vegetal e Meio Ambiente – Instituto de Botânica (IBt)
san.noronha.alves@gmail.com

As embalagens biodegradáveis são uma alternativa tecnológica e sustentável para a produção de mudas de diversas espécies, reduzindo a utilização de materiais plásticos e produção de resíduos.

Nas últimas décadas, as embalagens e tubetes feitos de plástico têm sido usados por viveiros na produção de mudas de espécies florestais nativas, espécies comerciais, como os eucaliptos (Eucalyptus sp.) e pinheiros (Pinus sp.) e na produção agrícola.

As embalagens biodegradáveis surgem como uma alternativa muito promissora no mercado
Foto: Shutterstock

O preparo de mudas de qualquer espécie é uma etapa significativa em todo o processo de produção. Embora o bom desenvolvimento da planta no campo e sua produtividade dependa, entre muitos fatores, da qualidade do solo, nutrição, irrigação e controle de plantas espontâneas, deve ser levado em consideração toda a cadeia produtiva, que envolve a produção das plântulas, as embalagens em que são armazenadas e o desenvolvimento de raízes e das primeiras folhas da muda.

E as embalagens biodegradáveis surgem como uma alternativa muito promissora no mercado, podendo ser feitas com fibra de papel ou celulose extraída de cana-de-açúcar ou mandioca, resíduos vegetais, bioplástico e TNT (tecido não tecido).

Já existem, inclusive, equipamentos especializados na produção desse tipo de embalagem, feita principalmente de fibra de papel, tornando a produtividade maior e reduzindo o tempo de preparo das mudas para o cultivo.

A cafeicultura

O café é uma planta perene que leva cerca de dois anos até o início da produção dos frutos, sendo necessário um rigoroso manejo e controle de qualidade no campo para alcançar uma boa produtividade.

As embalagens biodegradáveis são porosas e garantem maior aeração e permeabilidade, permitindo que as raízes se desenvolvam com um formato mais natural em comparação com as embalagens convencionais, que são rígidas devido o plástico, prejudicando o enraizamento e acarretando possíveis deformações.

Sendo assim, o cultivo do café pode ser mais eficiente com mudas saudáveis, produzidas em embalagens que irão se decompor naturalmente no solo, não sendo necessário sua retirada durante o plantio.

Devido ao bom desenvolvimento radicular, há redução nas taxas de replantio, pois as mudas terão maiores chances de pegamento e pleno desenvolvimento até a produção do café.

Como manejar essas embalagens

As embalagens biodegradáveis têm durabilidade de 12 a 18 meses, dependendo do tipo de material que são feitas, e por se tratar de um material que se decompõe, seu armazenamento deve ser em um ambiente seco, sombreado e com circulação de ar.

Durante a produção das mudas e desenvolvimento das plântulas, é importante que as embalagens fiquem suspensas por estruturas como, por exemplo, prateleiras, não devendo ser colocadas diretamente no solo ou próximo ao chão.

Esse pequeno detalhe é importante, pois a aeração e irrigação são primordiais para que essas embalagens sejam eficientes, além do fato da porosidade e permeabilidade garantirem maior desenvolvimento radicular, se as mudas forem colocadas no solo, as plântulas podem enraizar ou ter maior probabilidade de contato com microrganismos que podem prejudicar seu desenvolvimento.

Após o plantio, as embalagens se decompõem rapidamente, e neste momento o sistema radicular das plantas de café já estarão fortes e o pegamento da muda ocorrerá com maior facilidade.

Benefícios das embalagens

Segundo a Conab (Companhia de Abastecimento Brasileiro), o Brasil produziu 50,92 milhões de sacas de café beneficiado, 6,7% acima do registrado em 2021. Sendo um país referência internacional na produção cafeeira, todas as tecnologias que favoreçam esta produção, desde a plântula até a colheita, devem ser levadas em consideração.

Quanto custa?

O custo inicial de implantação das embalagens biodegradáveis na produção cafeeira pode variar, dependendo do investimento realizado pelo produtor.

Caso as embalagens sejam adquiridas, o custo inicial será superior às embalagens de plástico convencionais, pois os ganhos são progressivos, ao reduzir o tempo de plantio do café e o desenvolvimento saudável das mudas, o que pode influenciar em uma produção até mesmo mais rápida, devido ao pleno estabelecimento das mudas.

É importante ressaltar que alguns equipamentos já possuem tecnologia para colocar o substrato no interior das embalagens, sendo o produtor responsável por controlar a quantidade de nutrientes inseridos com o substrato de acordo com a variedade de café e as condições necessárias para o seu pleno desenvolvimento.

Ao se comparar o preço médio das embalagens e utilizando como exemplo biodegradável o TNC (tecido não tecido), observamos que:

EmbalagemTamanhoQuantidade (unitário)Valor
Sacos plásticos convencionais125 cm³100R$41,25
Tubetes120 cm³100R$19,50
Embalagens biodegradáveis de TNT10×20 cm100R$18,75

Fonte: médias calculadas de acordo com precificação em sites de vendas online especializadas.

Dependendo do material que são feitas as embalagens biodegradáveis, o seu valor poderá ser menor ao produtor, entretanto, ele deve estar preparado para manejar essas embalagens para aproveitar com eficiência todo o potencial que podem proporcionar.

As plântulas ou mudas de café também devem ser de boa procedência e qualidade, pois isso será uma somatização para uma boa produtividade.

Otimização do plantio

O cultivo do café é mais eficiente com mudas saudáveis
Foto: Shutterstock

O principal fator levado em consideração ao se utilizar embalagens biodegradáveis é a eficiência do plantio, já que não é necessário retirar a embalagem, ou mesmo realizar a transferência da plântula de uma embalagem para outra, como no método convencional, sendo o tempo da operação no campo menor.

Além da eficiência, um produtor de café que utiliza embalagens biodegradáveis contribui para a redução de resíduos plásticos e a poluição ambiental que seria gerada, demonstrando preocupação com o meio ambiente e sendo um fator positivo para a imagem do produtor e de seu produto.

Os mercados, importadores de outros países, ou mesmo o consumidor final no Brasil, está cada vez mais preocupado com a procedência dos produtos, principalmente os alimentícios e de consumo, como o café.

Dessa forma, associar a produção cafeeira de um determinado produtor ou região a práticas ambientais sustentáveis, como a utilização de embalagens de café, pode trazer maior rentabilidade e visibilidade, garantindo o aumento da produção de sacas.

Inovações

Uma nova tecnologia foi desenvolvida e patenteada recentemente por pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e da Universidade de São Paulo (USP), unindo a utilização da embalagem biodegradável e a nutrição da muda, podendo resultar em ganhos maiores na viabilidade das mudas e no produto final, neste caso, uma colheita mais produtiva de frutos do café.

Essa nova tecnologia apresenta uma embalagem produzida a partir da celulose extraída do bagaço da cana-de-açúcar, que contêm nitrogênio, fósforo e potássio em sua composição, reduzindo a utilização de fertilizantes.

Resultados

Ao implementar a utilização das embalagens biodegradáveis no plantio do café, o produtor perceberá o aumento da produtividade, visto que essas embalagens otimizam o tempo do processo de produção das mudas e os funcionários destinados ao ensacamento, por exemplo, podem realizar outras funções.

O rendimento pode aumentar tanto no plantio mecanizado como no manual, pois a facilidade para manejar e transportar as mudas nas embalagens, desde a implantação no viveiro até o plantio, tornam o processo muito mais prático e ágil.

O investimento do produtor dependerá da forma como irá adquirir ou produzir as embalagens biodegradáveis e do material que podem ser feitas, entretanto, é importante salientar que haverá uma redução dos gastos com este processo, aumentando sua lucratividade com o produto na colheita.

Novas ideias produzem novas tecnologias, devido à preocupação com a proteção do meio ambiente e a redução de danos causados por resíduos produzidos pelo ser humano. Assim, as embalagens biodegradáveis são uma excelente maneira de reduzir tempo, gastos e contribuir para uma produção agrícola mais sustentável.

Este tema tem ganhado maior espaço recentemente, com o avanço de pesquisas e a criação de novos materiais que trazem benefícios para o pequeno e grande agricultor, podendo, futuramente, ser uma realidade comum na agricultura brasileira.

ARTIGOS RELACIONADOS

BioControle – Sua lavoura mais segura

O monitoramento das pragas com uso de armadilhas é primordial, porque são elas que dirão se a praga está presente na lavoura, em que...

Desafios na produção de sementes

Em conversas nas nossas redes sociais, percebemos que várias pessoas têm dúvidas e curiosidades sobre a produção de sementes de hortaliças. Pensando em esclarecer...

Alerta para o risco de geada nas áreas produtoras de café

A chance de um novo episódio de geada está agitando o mercado de café no Brasil.

Controle biológico conservativo do bicho-mineiro em cafeeiro

Paulo Rebelles Reis Engenheiro agrônomo, doutor em Ciências e pesquisador da EPAMIG Sul de Minas/EcoCentro e do CNPq paulo.rebelles@epamig.ufla.br O bicho-mineiro das folhas do cafeeiro, Leucopteracoffeella, Guérin-Mèneville&Perrottet,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!