Embrapa e Fundação Bahia: nova cultivar de algodão resistente à ramulária

0
311
Créditos Fundação Bahia

A Embrapa e Fundação Bahia realizaram o pré-lançamento de uma cultivar de algodão, trata-se da BRS 437 B2RF.  É uma cultivar transgênica com resistência à mancha de ramulária, considerada a principal doença de algodoeiro, exigindo em torno de oito pulverizações de fungicidas.

A nova cultivar também possui a tecnologia Bollgard II Roundup Ready Flex (B2RF), que confere resistência às principais espécies de lagartas que atacam o algodoeiro e ao herbicida glifosato em todas as fases de desenvolvimento da cultura.

A BRS 437 B2RF possui fibra de alta qualidade e produtividade – potencial produtivo de 6.015 quilos por hectare de algodão em caroço e 2.425 quilos por hectare de pluma. Tem ciclo médio a tardio e porte médio a alto. É indicada para semeadura em abertura e meio do plantio, em condição de sequeiro ou irrigada, no cerrado dos Estados da Bahia, Piauí, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Além da resistência à ramulária, o 437 B2RF B2RF é resistente à doença azul, bacteriose e mosaico comum, e ainda é moderadamente resistente ao nematoide das galhas. As sementes da próxima safra estarão disponíveis aos produtores por meio de sementeiro cooperado da Fundação da Bahia. Mais informações: Fundação Bahia. Aquisição de sementes: (77) 99971-0643 e cajuarana@hotmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!