19.6 C
Uberlândia
domingo, junho 16, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiEstratégias reduzem o uso de agrotóxico em 98%

Estratégias reduzem o uso de agrotóxico em 98%

Crédito Glaucio Genuncio
Crédito Glaucio Genuncio

A melhor maneira de diminuir o uso de defensivos dentro de uma estufa é ela ser totalmente fechada. É preciso aliar situações como fechamento e temperatura baixa. Quando se fecha a estufa, a temperatura interna aumenta, e para isso não acontecer, deve-se levar em consideração duas coisas: pé direito alto, para que o bolsão de ar quente não fique em cima das folhas, ou saída de ar quente com lanternim.

“Recomendamos que a estufa seja toda fechada com a tela antiafídeo, cuja malha é bem fininha. Por ela, tripese mosca-branca não passam.No último projeto de hidroponia que fiz para Santa Cruz das Palmeiras foi exatamente assim. Pé direito de 4,5 metros, estrutura hermeticamente fechada e antessala com cortina de vento, o que impede a entrada de insetos indesejáveis“, diz Gilberto Mendes, consultor em hidroponia da empresa Legumax.

Outra medida para aumentar a segurança da estufa é manter a produção em bancadas e cimentar todo o chão, ou então usar manta branca, medida essa contra o tripes, principalmente, que gosta de por os seus ovos no chão.

Outra dica importante é que todos os componentes da estufa sejam brancos, a fim de não acumularem calor, e as telas sejam de alumínio, para que as ondas de luz, ao entrarem, possam sair da mesma forma. “Quando não há essa tela, a luminosidade bate no cano, no chão e nas folhas e mudam a frequência, e com isso não consegue sair“, justifica o consultor.

Soluções

A tela da GinegarPolysack, chamada Optmus 40, é a mais fechada em sua categoria, e conta com um tratamento ótico que faz com que os insetos enxerguem a cor verde do lado de dentro da estufa.

“Os projetos que faço visam a redução de 98% do uso de agroquímicos,e caso eu precise combater com produtos, existe uma solução para ser aplicada nas folhas (homologada pelo IBD).Tenho um cliente que é hidroponista há 25 anos.Quando ele iniciou, as condições climáticas eram outras, e o pé direito da estufa dele era baixo -03 metros de altura. Para não ter que abrir a estufa, ele refrigerou a solução mineral.Isso porque a estufa aberta exige a aplicação de agroquímicos com frequência“, conclui Gilberto Mendes.

Essa matéria você encontra na edição de dezembro 2017  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

 

ARTIGOS RELACIONADOS

Korin Agropecuária prepara surpresas para Hortitec

A Korin Agropecuária participa como expositora da Hortitec há 3 anos. “Este é um momento em que podemos divulgar nossa marca e produtos, fazer...

Hidroponia vertical

Primeiramente, para recordar, hidroponia é um sistema artificial que visa produção de alimentos de

Bioflavonoides aumentam conservação pós-colheita do tomate

Roberta Camargos de Oliveira Engenheira agrônoma e doutora em Produção Vegetal, ICIAG-UFU robertacamargoss@gmail.com Fernando Simoni Bacilieri Engenheiroagrônomo e doutorando em Produção Vegetal, ICIAG-UFU ferbacilieri@zipmail.com.br Ernane Miranda Lemes Engenheiroagrônomo, fitopatologista e doutor...

Isla Sementes faz balanço positivo histórico durante participação na 18ª edição da Expoagro Afubra

   Mais de 98 mil visitantes passaram pela feira durante os 3 dias de evento   Acabou na última semana mais uma edição da Expoagro Afubra, maior...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!