27.6 C
Uberlândia
sábado, abril 20, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasExportações brasileiras de suco de laranja registram alta no primeiro trimestre da...

Exportações brasileiras de suco de laranja registram alta no primeiro trimestre da safra 2022/2023

Créditos DepositPhotos

Os embarques totais de suco de laranja brasileiro (FCOJ Equivalente a 66º Brix), no período de julho a setembro, que marca o primeiro trimestre da safra 2022/2023, fecharam com um volume de 276.212 toneladas. O número representa um crescimento de 3,24% em relação aos primeiros três meses da safra 2021/2022, quando foram exportadas 267.547 toneladas. Em faturamento, as exportações somaram US$ 520 milhões no período, crescimento de 23,11% ante os US$ 422,4 milhões registrados no mesmo trimestre da safra anterior. Europa continua a ser o principal mercado das exportações brasileiras, com uma participação de 65,03%, seguida de Estados Unidos (23,23%), China (5,56%), Japão (2,90%), e Austrália (1,22%). Outros destinos representam 2,06%. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) e compilados pela CitrusBR.

MERCADOS

Para a Europa as exportações totalizaram 180.953 toneladas, alta de 4% em relação às 173.999 toneladas embarcadas no mesmo período na safra 2021/22. Em faturamento, os embarques somaram US$ 351,2 milhões, valor 23,9% maior ante aos US$ 283,2 milhões registrados na safra passada.

As exportações para os Estados Unidos cresceram 13,28% entre os meses de julho e setembro, quando foram embarcadas 63.971 toneladas de suco de laranja. Na safra anterior foram 56.470 toneladas contabilizadas. Em faturamento, a o crescimento representou 40,65%, com US$ 125,9 milhões ante os US$ 89,5 milhões obtidos entre os meses de julho e setembro de 2021. Eventuais efeitos do furacão Ian, que levou prejuízos à produção americana devem ser percebidos ao longo dos próximos meses.

Os embarques de suco de laranja para o Japão registraram queda de 8,66% nos primeiros três meses da safra 2022/2023, com um volume de 7.978 toneladas. No mesmo período da safra passada, os embarques foram de 8.734 toneladas. O faturamento cresceu 3,16%, com US$ 14,3 milhões ante os US$ 13,9 milhões da safra passada.

Já a China registrou uma importação total de 15.313 toneladas, volume 8,78% menor do que o registrado no mesmo período da safra anterior, quando foram embarcadas 16.778 toneladas. Em faturamento, houve queda de 21,03%, com US$ 14,2 milhões ante os US$ 18 milhões faturados no primeiro trimestre da safra 21/22.

ARTIGOS RELACIONADOS

Exportações de genética bovina já cresceram 53% em 2022, aponta Index ASBIA

Mesmo em face a retrações comerciais, setor de IA tem crescimento no número de doses dedicadas à exportação durante três primeiros meses do ano

Com influência da chuva, safra da laranja tem alta no país

Dados de fevereiro da Fundecitrus apontam aumento de 3,13% em relação à estimativa de dezembro As chuvas constantes em todas as regiões produtoras do cinturão...

Exportações dos Cafés do Brasil somam 44,5 milhões de sacas em 2020

Cafés diferenciados vendidos ao exterior atingem 7,9 milhões de sacas de 60kg e geram receita cambial de US$ 1,3 bilhão em 2020

Bioinseticida protege citros do greening

O greening, ou huanglongbing (HLB), é uma doença causada pelas bactérias Candidatus Liberibacter spp, Candidatus Liberibacter asiaticus e CandidatusLiberibacter americanus que afeta todos os...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!