25.8 C
Uberlândia
segunda-feira, julho 15, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiFertilizantes solúveis garantem sucesso na hidroponia

Fertilizantes solúveis garantem sucesso na hidroponia

Na fertirrigação do sistema hidropônico o produtor deve escolher os fertilizantes mais solúveis possíveis, pois do contrário pode haver entupimento e corrosões do equipamento de irrigação

Crédito Hidrogood
Crédito Hidrogood

No sistema de produção hidropônico não existem erros significativos quanto à inadequação de fertilizantes em si, visto que estes vêm sendo aprimorados de forma a aumentar sua pureza, solubilidade e estabilidade enquanto componentes da solução nutritiva. Os erros, quando ocorrem, em sua maioria são na forma de armazenagem, preparação e aplicação destes produtos.

O engenheiro agrônomo Rafael Simoni explica que alguns dos erros podem começar na armazenagem. “Os nutrientes devem ser armazenados em local seco, ventilado e separados por tipo e por fabricante, sempre usando o estoque mais antigo primeiro“.

Ainda, observam-se erros no momento da preparação das soluções nutritivas. Por pressa ou sob alegação de praticidade, alguns operadores adicionam os nutrientes sem pré-diluição nos tanques, fazendo com que aumente muito o risco de formação de precipitados ou sobrenadantes indesejáveis na solução.

A forma certa de proceder

Rafael Simoni ensina que se deve, no caso de fertilizantes sólidos, diluí-los em volume de água ligeiramente maior do que a solubilidade máxima descrita na embalagem do produto, sempre um a um, jamais “juntar“ dois ou mais tipos de fertilizantes na mesma pré-diluição.

Nos casos dos fertilizantes em forma de solução concentrada, também deverá ser feita a pré-diluição em água, de acordo com as recomendações do fabricante, antes de ser adicionada ao tanque da solução nutritiva. Nos fertilizantes em forma de solução verdadeira, poderão ser adicionados diretamente ao tanque, desde que obedecidas as dosagens e a sequência de adição.

“Em todos os casos, no momento da preparação a solução deve estar sob agitação constante para que os nutrientes não reajam entre si antes de serem dissolvidos na água. Em caso de dúvidas, o produtor ou responsável deve solicitar orientação técnica para que sejam feitas as recomendações necessárias“, pontua Rafael Simoni.

Produtos adequados para a técnica

A indústria de fertilizantes vem desenvolvendo produtos cada vez mais adequados às necessidades de todos os sistemas de produção. Assim, temos os fertilizantes sólidos, que são disponibilizados na forma de grânulos, cristais ou pó, na forma de sais simples ou mistos e complexados em quelatos, que visam garantir uma boa estabilidade e disponibilidade na solução nutritiva, mesmo em condições de variação de pH e temperatura.

Outra linha de produtos é a de soluções concentradas, caracterizada por ser líquida e de diluição um pouco mais facilitada, quando comparada à maioria dos fertilizantes sólidos. Por fim, Rafael Simoni informa que existem também as soluções verdadeiras, que são aquelas em que o fertilizante encontra-se totalmente dissolvido, bastando apenas adicioná-lo ao tanque.

Sais adequados para a hidroponia

Com os sais adequados, a eficiência da hidroponia se dá em função da melhor disponibilização de nutrientes para a planta, na quantidade e na proporção que mais atende à necessidade de cada cultura, além de preservar o sistema hidráulico e de irrigação contra o desgaste prematuro de peças e componentes de bombas e tubulações.

Os fertilizantes, em geral, variam de preço, dependendo da época do ano e da pressão de consumo no mercado mundial. O preço tende a ser um pouco maior quando comparado aos fertilizantes de solo, porém, é um valor que compensa pela facilidade de aplicação e pela diminuição de chance de erro na quantidade e qualidade nutricional exigidas pelas plantas.

Essa matéria você encontra na edição de outubro 2016  da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira já a sua.

ARTIGOS RELACIONADOS

Cebola: Sul no domínio da produção

O Brasil está entre os 10 maiores produtores mundiais de cebola, com uma produção de 1.549.597 t na safra 2018, cultivadas numa área de 48.629 ha e rendimento médio de 31,95 t/ha. O valor bruto da produção neste ano está estimado em R$ 1,5 bilhões.

Apex Agro – Novas tecnologias para HF

A Apex Agro participa da Hortitec há seis anos. “É importante participar deste evento porque, normalmente, é nesta feira que fazemos o lançamentos de...

A importância da correção de solo ligada a calcário e gesso

  Breno Araújo Engenheiro agrônomo da Equipe Rehagro O comprimento do sistema radicular é importante para a sobrevivência e produtividade da planta, mas a distribuição desse sistema...

A qualidade da madeira, a demanda do cliente e o manejo florestal

  Vitor Cezar Miessa Coelho Engenheiro florestal, doutor, consultor, membro do Grupo de Pesquisa Ciência e Tecnologia da Madeira e Produtos Florestais/UFPR/CNPqe professor da ULT -...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!