26.6 C
Uberlândia
quarta-feira, abril 24, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasGDM consolida sua posição no mercado de genética de soja na África...

GDM consolida sua posição no mercado de genética de soja na África do Sul

Através da marca DONMARIO, o grupo lançará cultivares que impulsionarão a produtividade nas lavouras.

A GDM – uma das maiores multinacionais em melhoramento genético de plantas, sendo responsável pelo germoplasma presente em 40% de toda a semente usada na produção mundial de soja – acaba de dar mais um passo importante rumo à internacionalização de suas operações com cultivos extensivos. Em 2021, quando foi aprovado o uso de novas tecnologias para soja na África do Sul, a companhia iniciou o processo de registro de 13 variedades provindas do Brasil. Com o acordo para uso da plataforma biotecnológica entre a GDM e parceiros comerciais, a expectativa é que ocorra o pré-lançamento de três materiais ainda neste ano. Tal iniciativa irá alavancar a expansão da genética da companhia neste território.

Segundo o líder de negócios para a África, Ásia e Europa, Thiago Schwonka, esta ação impulsionará o desenvolvimento sustentável do agronegócio sul-africano. Como parte da estratégia da GDM para o país, a companhia vem investindo no programa de P&D para geração de novas variedades e ampliação do portfólio. A iniciativa possibilitará o contato do produtor aos materiais com mais tecnologia, boa performance e que elevam, de maneira gradual, a produtividade no campo, ampliando assim a participação da África do Sul na produção mundial da oleaginosa. “Trata-se de um divisor de águas neste mercado e a nossa expectativa é fazer o lançamento de duas variedades de soja por ano. O potencial genético de nossas variedades, que serão disponibilizadas ao mercado através da marca DONMARIO, vão trazer um incremento de produtividade às lavouras sul-africanas. Neste sentido, vamos colaborar com o desenvolvimento do país”, destaca.

O executivo destaca também que existe a possibilidade de fazer pré-lançamentos das primeiras variedades de trigo com genética GDM já na próxima safra. Desde 2019, a empresa vem investindo na pesquisa e desenvolvimento deste tipo de cultivo no país e até 2027, a expectativa é obter 20% de participação neste mercado. “Os materiais que apresentam boa performance na Argentina também são testados na África do Sul. Isso se deve às semelhanças de latitude e condições climáticas das regiões. Os resultados dos trabalhos com trigo e soja colhido ao longo dos anos são satisfatórios”, pontua.

Nesta última safra, a empresa se destacou como a principal provedora de genética vegetal na África do Sul e o foco é ampliar a participação de mercado num território que está em constante mudança de cultivos agrícolas, devido à valorização da commodity da soja e aumento dos custos do milho, a principal cultura trabalhada no país. Até 2027, o objetivo da multinacional é ampliar a participação no mercado sojícola.

Foco na segurança alimentar

O governo sul-africano possui um extenso programa de fomento à instalação de empresas estrangeiras (de sementes) no país, o EPR (End Point Royalty), o qual incentiva as companhias a investirem em programas de pesquisa e desenvolvimento e auxilia na proteção do mercado de sementes certificadas, contribuindo para a segurança alimentar da população. A GDM apoia o EPR desde 2019 e a iniciativa está em linha com a visão da companhia que é trabalhar distintos cultivos extensivos em todos os mercados relevantes no mundo. “Queremos colaborar para o desenvolvimento do país com amplo portfólio de materiais de alta performance, de distintas culturas e para as diversas regiões agrícolas. Acreditamos no potencial do nosso germoplasma e como ele pode gerar um impacto significativo nas lavouras sul-africanas, em conjunto com as novas tecnologias”, ressalta Schwonka.

Excelência em pesquisa

A GDM é destaque global em melhoramento genético de plantas. Responsável pela genética de 40% de toda produção mundial de soja, investe alto em pesquisa e desenvolvimento e comercialização de variedades. Somente no último ano foram destinados cerca de R$ 400 milhões em pesquisa, apenas no Brasil. Dos mais de 1.200 colaboradores da companhia no mundo, mais de 500 dedicam-se exclusivamente aos programas de Pesquisa e Desenvolvimento. No Brasil, cerca de 64% dos colaboradores são dedicados a P&D.

A empresa já está consolidada como um dos principais provedores de genética para a soja no mundo. Para isso, busca entregar o que há de mais avançado aos multiplicadores e produtores, de forma a garantir ganhos de produtividade e rentabilidade de suas áreas plantadas. O programa de melhoramento genético da GDM é destinado a desenvolver produtos com amplo potencial produtivo, que significa produzir mais dentro da mesma área.

Sobre a GDM

A GDM é um grupo global de genética de plantas para cultivos extensivos que pesquisa, desenvolve e comercializa produtos com propriedade intelectual. A empresa busca estar na vanguarda do mercado, agregando tecnologias e talentos, promovendo inovação, associatividade e o desenvolvimento de novos negócios que impactem toda a cadeia de valor, contribuindo para a produtividade de forma sustentável.

A companhia atua em mais de 15 países, como Brasil, Argentina e Estados Unidos, contribuindo para a melhoria contínua da produtividade agrícola mundial. O grupo investe uma grande quantidade de recursos — humanos e econômicos — para desenvolver programas de pesquisas e testes que resultam em variedades adaptadas às diferentes condições ambientais, proporcionando ao produtor as melhores soluções para as lavouras.

ARTIGOS RELACIONADOS

O papel da resistência genética na safra gaúcha de trigo

Em meio à ocorrência de um severo El Niño, dia de campo realizado em Ijuí (RS) destaca práticas de manejo que visam maior segurança na lavoura

Alface: Semeio de verão se aproxima e os desafios aumentam

O cultivo de alface na estação mais quente do ano pode ser um problema, pois é um período em que as chuvas provocam perdas e a temperatura elevada causa pendoamento precoce nas plantas.

A evolução do melhoramento genético suíno

Muitas pessoas confundem raça com linhagem.

Fórum discute tecnologias de produção de sementes

Evento vai reunir, em Foz do Iguaçu, no mês de setembro, profissionais da produção e indústria de sementes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!