23.6 C
Uberlândia
terça-feira, abril 16, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesIAB alerta sobre crise climática

IAB alerta sobre crise climática

No Dia Mundial do Meio Ambiente, IAB cobra políticas firmes de proteção ambiental.

“Reafirmar a defesa do meio ambiente é alertar para a crise climática, o horror do desmatamento e a urgência de políticas firmes de Estado, que assegurem a sobrevivência de nossos biomas”, destacou o presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Sydney Limeira Sanches, neste Dia Mundial do Meio Ambiente. O dirigente da entidade também lembrou que a preservação ambiental é “uma demanda da humanidade, que urge ser apreendida pelas autoridades, sob pena de graves e irreparáveis danos para o País e o mundo”. 

A data, criada pela Organização das Nações Unidas (ONU), é um lembrete da necessidade de cooperação global para avaliar e buscar conter os impactos das intervenções do homem na natureza. O tema ganhou celebração depois da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, sediada em Estocolmo, na Suécia, em 1972, e foi incluído no calendário internacional dois anos depois. Desde 1974, o dia 5 de junho destina-se a conscientizar a população e as lideranças mundiais sobre os problemas ambientais que mais afligem o planeta: o aquecimento global, a perda de biodiversidade e a poluição. 

As demandas globais também são urgentes no Brasil, onde o desmatamento atingiu novo recorde no último ano. Consoante o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), a cobertura vegetal da Amazônia perdeu 10.573 km² durante 2022, o que equivale a quase 3 mil campos de futebol por dia. As emissões de gases de efeito estufa também preocupam: em 2021, o volume de emissão do País cresceu 12,5% e chegou a 2,4 bilhões de toneladas brutas. Os dados, divulgados pelo Observatório do Clima, Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), apontam que os números são os piores desde 2003.

ARTIGOS RELACIONADOS

Neem: fertilidade do solo e defensivo natural

A espécie neem tornou-se mais conhecida no ocidente devido ao potencial bioinseticida, mas há outros vários benefícios.

Prefeitura de Rondonópolis declara situação de emergência

A declaração de situação de emergência ocorreu por uma solicitação da classe agropecuária representada pelo Sindicato dos Produtores Rurais de Rondonópolis.

Epamig pesquisa mudanças climáticas

O primeiro projeto estuda a relação entre as variáveis meteorológicas e os problemas fitossanitários, que podem ser agravados pelo manejo inadequado da cafeicultura.

Produtor rural deve ficar ainda mais atento com as oscilações do clima

Atraso do plantio da soja em algumas regiões do país deve impactar no potencial produtivo e no retardo da época de colheita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!