13 C
São Paulo
quarta-feira, junho 29, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Notícias Indústria florestal mineira tem novo Conselho Deliberativo

Indústria florestal mineira tem novo Conselho Deliberativo

Posse da AMIF © Washington Alves/Light Press

A nova gestão do Conselho Deliberativo da Associação Mineira da Indústria Florestal (AMIF) assumiu em cerimônia oficial em Belo Horizonte/MG no início desta semana. O Conselho é formado por líderes das empresas associadas que representam os múltiplos segmentos do setor. O Diretor de Operações da Aperam BioEnergia, Edimar de Melo Cardoso, tomou posse como Presidente do Conselho, sucedendo o Diretor do Grupo Plantar, Ricardo Carvalho de Moura, que continua na entidade ao lado de outros 11 conselheiros para a gestão 2022-2026. A atual Presidente executiva da AMIF, Adriana Maugeri, segue em atuação no cargo. A cerimônia de posse contou com a participação do Ex-ministro da Agricultura e indicado ao Nobel da Paz, Alysson Paolinelli, do Presidente executivo da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), Paulo Hartung, do Governador do Estado de Minas Gerais, Romeu Zema, dentre outras autoridades.

“Nosso setor está em constante evolução e aprimoramento. O trabalho de entidades setoriais como a AMIF é de extrema importância para integrar os múltiplos esforços dos atores que, mesmo com diferentes visões de negócio, convergem e compartilham o mesmo propósito de produzir, de forma cada vez mais eficiente e sustentável, dentro dos pilares ESG”, destaca o novo Presidente do Conselho a tomar posse, Edimar de Melo Cardoso.  

Minas Gerais ocupa a primeira posição no ranking de florestas plantadas do Brasil com 2,3 milhões de hectares cultivados. A liderança dos plantios mineiros representa 24% de toda a base florestal do país e consolida o Estado também como líder mundial em produção e consumo de carvão vegetal, segundo levantamentos da AMIF, da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) e do Sindicato da Indústria do Ferro no Estado de Minas Gerais (Sindifer). As florestas plantadas fornecem madeira para a produção industrial de forma renovável, sustentável e em sua maior parte inclusive certificada em padrões nacionais e internacionais de manejo, tais como Cerflor, FSC® e Cadeia de Custódia.

A madeira produzida pela indústria florestal viabiliza produtos essenciais para a sociedade que estão presentes na vida de todos os brasileiros, tais como:  o papel e celulose, painéis, chapas, pisos laminados, madeira serrada, madeira tratada, o carvão vegetal amplamente utilizado para a produção de aço, ferro gusa e ferroligas na indústria metalúrgica, além dos novos produtos que chegam ao mercado por meio de pesquisa aplicada, como a viscose produzida com celulose solúvel.

A diversidade no uso da madeira envolve a produção de mais de 5 mil bioprodutos nos segmentos de alimentação, medicamentos, eletrônicos, cosméticos, biocombustíveis, tecidos, etc.  A indústria florestal brasileira também contribui para a qualidade do ar que respiramos: são mais de 4,5 bilhões de toneladas de carbono equivalente removidos da atmosfera, um volume três vezes superior às emissões de toda a indústria brasileira em um ano. Os dados indicam que esse setor segue à frente nas ações mundiais para a redução das emissões de gases do efeito estufa e a mitigação das mudanças climáticas.

“As florestas plantadas aliam tecnologia, manejo inteligente e produtividade, integrando os diferenciais do agronegócio e da indústria, em uma junção positiva para a sociedade, fornecemos madeira, material nobre, renovável e limpo para uma demanda crescente por escolhas mais sustentáveis que estão moldando o futuro de nosso planeta. A AMIF possui um time diferenciado que forma o seu Conselho Deliberativo, são líderes da indústria e do agronegócio que direcionam os caminhos, cada vez mais assertivos, que iremos trilhar daqui para frente.”,  afirma a presidente executiva, Adriana Maugeri.

Empresas líderes em atuação nacional no setor de florestas plantadas integram a AMIF, são elas: AB Florestal, Aperam BioEnergia, ArcelorMittal, CENIBRA, Dexco, Dow, Florestal Bioflor, Gerdau, Grupo AVG, Grupo Ferroeste, Grupo Plantar, Grupo S&D, Liasa, Metalsider, Minasligas, Norflor Empreendimentos, Rima Industrial, Saint-Gobain, Suzano, TTG Brasil, Vallourec e Veracel Celulose. 

Sobre a AMIF

A AMIF representa a cadeia produtiva mineira de florestas plantadas: maior cultura agrícola de Minas Gerais. A entidade atua na defesa da produção de madeira a partir das florestas plantadas de forma renovável, legal e sustentável, fortalecendo a indústria na geração de riquezas para o estado de Minas Gerais e para o país. Destaque para a conservação de vegetação nativa que o setor exerce na Mata Atlântica e Cerrado, são mais de 1,3 milhão de hectares conservados no Estado em Áreas de Preservação Permanente (APPs), Reservas Legais (RLs), Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) e programas de restauração de áreas degradadas. A conservação é fruto do desenvolvimento econômico aliado à preservação ambiental, uma vez que florestas plantadas e florestas nativas convivem em mosaicos que fortalecem a produtividade da madeira e a proteção da natureza.

Inicio Notícias Indústria florestal mineira tem novo Conselho Deliberativo