27.9 C
Uberlândia
quarta-feira, fevereiro 28, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosGrãosInovação em sementes de soja

Inovação em sementes de soja

Antonio Santana Batista de Oliveira FilhoProfessor de Agronegócio – Unibalsas e de Agronomia – CCA/UEMAa15santanafilho@gmail.com

Jefferson Carvalho BarrosDoutorando em Educação – Unijuí, professor e coordenador de Agronegócio e da pós-graduação em Gestão Executiva no Agronegócio – Unibalsascoord.agronegocio@unibalsas.edu.br

Laís Sodré Ribeiro Graduanda em Agronomia – UEMA/CESBAlaissodreribeiro@gmail.com 

Soja – Créditos: shurtterstock

A soja é uma importante commodity brasileira, com produção de derivados voltados para fabricação de ração animal, alimentação humana, geração de energia e bens de consumo. A cultura é produzida em larga escala no Brasil, contribuindo e sendo responsável pelos grandes resultados obtidos do agronegócio brasileiro.

O Brasil lidera em primeiro lugar o posto de país que mais exporta o grão no mundo. Todos os fatores citados anteriormente impulsionaram o crescimento da produção da soja em nosso país. Na safra 2020/21, segundo a CONAB (2021), “com a colheita da oleaginosa encerrada, a produção é um novo recorde estimado em 135,86 milhões de toneladas, 8,8% superior à produção da safra 2019/20, o que representa um acréscimo de 11 milhões de toneladas”.

Nesse sentido, diversos são os fatores que têm levado a soja a atingir os altos patamares de produção no país, dentre os quais está a qualidade de sementes de soja. Este fator é essencial dentro do contexto das cadeias produtivas, sendo que a escolha de cada cultivar levará a tomadas de decisões mais precisas em relação ao manejo e comercialização da oleaginosa, visto que o diagnóstico detalhado permite detectar todos os fatores que irão resultar na produtividade final.

Berço da genética

[rml_read_more]

A semente é fator indispensável para a implantação de uma lavoura de soja, por isso, o produtor deve sempre adquirir um material que tenham boa procedência para atingir o máximo potencial produtivo. Com os avanços na produção de alimentos, a semente passou a ser considerada um ‘chip’, ou seja, um carregador de tecnologias, tais como: produtividade, tolerância a estresse hídrico, temperatura, insetos, herbicidas e doenças.

O principal objetivo em um sistema de produção de sementes é a obtenção de um material de alta qualidade, geralmente advindo de cultivares melhoradas geneticamente. Esse potencial genético constitui-se de produtividade, resistência a doenças, insetos, seca, precocidade, hábito de crescimento, entre outros.

Os programas de melhoramento são os grandes responsáveis pela gama de cultivares e tecnologias disponíveis atualmente no mercado.

A qualidade fisiológica das sementes é caracterizada pelo vigor e pelo percentual de germinação, que interferem diretamente no desempenho em campo. Diferenças de níveis de vigor das sementes de soja afetam todo o ciclo da cultura, desde o estabelecimento inicial até a produtividade.

Plântulas originadas de sementes com alto vigor possuem maior velocidade e uniformidade de emergência, proporcionando estabelecimento rápido da cultura, com maior velocidade nos processos metabólicos ligados ao início do desenvolvimento vegetal.

Evolução

As inovações em sementes de soja estão cada vez mais frequentes e comuns. A exigência do mercado tem impulsionado a pesquisa para a produção de cultivares que atendam a demanda e as condições de cultivo de cada região.

Em virtude disto, nos avanços da agricultura moderna, tem-se buscado, além de aumentar a produtividade das culturas sem aumentar a área plantada, reduzir as perdas pré e pós-colheita ocasionadas por agentes abióticos. Assim, aumentar a qualidade das sementes tornou-se uma prioridade necessária para enfrentar a atual demanda por altos padrões do mercado agrícola.

Para auxiliar o bom desenvolvimento e garantir melhores respostas das plantas ao estresse, algumas metodologias foram adaptadas com enfoque na tolerância ao estresse, desde melhoramento convencional à engenharia genética.

Assim, a produção de sementes de qualidade tem como objetivo a obtenção de material com elevado potencial fisiológico, permitindo que as características das espécies sejam mantidas e expressas em campo.

As inovações do mercado atualmente englobam sementes de soja com maior adaptabilidade as condições climáticas, maior potencial produtivo e resistência a pragas e doenças. Diversas empresas do ramo de produção de sementes lançam anualmente novas cultivares no mercado, a fim de atender cada vez mais a exigência do produtor rural.

Vantagens

São diversos os benefícios ocasionados pela utilização de uma semente de qualidade no momento do plantio, dentre os quais pode-se citar melhor potencial de germinação, o que torna o campo mais uniforme e assegura uma produção de maior qualidade.

Outro ponto importante é evitar que o produtor tenha que fazer replantio de áreas com falhas de germinação e emergência. Também pode-se observar que a utilização de sementes de qualidade aumenta a tolerância ao ataque de pragas e doenças, o que reduz a aplicação de produtos químicos e, consequentemente, o custo de produção da lavoura.

Todos os fatores citados anteriormente culminam em maior produtividade da cultura, com grãos mais robustos e com maior peso médio de sementes, ou seja, maior produção.

Manejo

Para implantar a técnica, o produtor deve sempre buscar adquirir a semente de uma sementeira certificada para a produção, que garanta que as características indicadas no rótulo sejam expressas em campo.

A importância de uma empresa especializada está ligada principalmente à herança genética da planta, que é assegurada pela empresa, e determina toda a expressão de características, como resistência e rendimento.

O manejo das plantas em campo após a germinação deve ser realizado com frequência e cuidado, pois mesmo a semente sendo de boa qualidade e procedência, caso o manejo seja inadequado, ocorrerão perdas de produtividade.

Em termos de produtividade, a utilização de sementes de soja de cultivares inovadoras aumenta significativamente. Sementes mais adaptadas e resistentes conduzem uma lavoura mais sadia e com maior potencial produtivo.

Porteira adentro

Os resultados em campo são expressivos, de acordo com Carvalho (2010), “o uso de cultivares mal adaptadas a determinadas regiões pode prejudicar o bom desenvolvimento da planta, favorecendo a ocorrência de plantas daninhas e as perdas na colheita mecanizada”.

Ao avaliar o desempenho de cultivares de soja em diferentes ambientes de cultivo, Cerutti et al. (2020) concluiu que a utilização de informações de adaptabilidade e estabilidade fenotípica pode auxiliar produtores de soja, facilitando práticas de manejo e ajustando cada cultivar a um ambiente ideal de cultivo.

Ainda em relação aos estudos em campo, Ribeiro et al. (2016), ao estudar o desempenho agronômico de cultivares de soja na região central do Estado do Tocantins, safra 2014/15, concluiu que todas as cultivares estudadas são promissoras e adaptadas às condições edafoclimáticas de Porto Nacional (TO), com produtividade de grãos superior a 3000 kg ha-1.

Quanto custa?

O custo de aquisição de sementes de boa procedência depende das tecnologias e características inseridas. No entanto, a relação custo-benefício é favorável, pois o produtor poderá ter uma lavoura mais sadia, o que resulta em menor custo de aplicação de defensivos químicos.

Não se engane

O erro mais frequente dos produtores rurais é adquirir as sementes de uma empresa sem certificação, o que pode resultar em sementes sem a qualidade desejada, ou sem a qualidade indicada pelo vendedor, o que resultará em um campo desuniforme, suscetível e com baixa produtividade. 

Para que esse erro seja evitado, é necessário que o produtor procure sempre uma empresa com certificação, que tenha condições de garantir que as características indicadas irão refletir em campo e resultar em boas produtividades, quando manejada de forma adequada.

ARTIGOS RELACIONADOS

Agronegócio Sustentável será tema da Femec 2022

A Femec - Feira do Agronegócio Mineiro -, como é reconhecida, está em sua 9ª edição e este ...

TSI garante maior eficiência na uniformidade da soja

O tratamento de sementes é uma estratégia de manejo indispensável na agricultura moderna. O tratamento de sementes industrial (TSI) consiste na aplicação de produtos químicos de forma automatizada por meio da utilização de equipamentos com alta tecnologia e precisão.

Congresso Brasileiro do Agronegócio 2021

Em meio às iniciativas, debates e ações implantadas por governos, empresas e ...

Exportações do agro têm volume recorde

As exportações do agronegócio brasileiro seguem demostrando excelente desempenho ao longo deste ano. Entre janeiro e setembro de 2020, o volume exportado pelo setor cresceu mais de 16% frente ao mesmo período de 2019, atingindo recorde da série histórica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!