15.6 C
Uberlândia
terça-feira, junho 18, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioNotíciasMaçãs do algodão são beneficiadas por suplementação de enxofre e potássio

Maçãs do algodão são beneficiadas por suplementação de enxofre e potássio

Micronutrientes ajudam desenvolvimento saudável do algodoeiro, informa especialistas da BRQ Brasilquímica

Algodão

Cerca de 37% do algodão plantado no país está, atualmente, na fase formação das maçãs – nas quais amadurecem as famosas fibras brancas. A estimativa é da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e se refere a Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Piauí – esses sete estados representam 98% da área do cultivo no Brasil. Especialistas da BRQ Brasilquímica, indústria especializada na produção insumos agrícolas, afirmam que o fornecimento de micronutrientes às plantas é fundamental nesse momento do cultivo. 

“As projeções mais recentes indicam que a safra 2023/2024 de algodão em pluma deve atingir 3,6 milhões de toneladas de algodão, 15% superior à safra 2022/2023. Na agricultura, quantidade nem sempre é sinônimo de qualidade. Tão importante quanto o manejo fitossanitário é o cuidado nutricional com sua lavoura. A suplementação de micronutrientes favorece o desenvolvimento da planta e ajuda na fase de enchimento das maçãs, rendendo fibras melhores”, afirma Murilo Spina, diretor comercial da BRQ Brasilquímica. 

Um dos nutrientes fundamentais é o enxofre, cuja presença é crucial para a síntese de compostos, como cisteína e metionina, que são precursores essenciais da produção de proteínas e outros recursos bioquímicos necessários para o crescimento celular e a estruturação das cápsulas (ou “maçãs”) de algodão. Esses nutrientes influenciam diretamente o enchimento, além de regular hormônios e a atividade enzimática. Já o potássio é essencial para controlar a quantidade de água nas células vegetais e para facilitar o transporte de nutrientes, como os produtos da fotossíntese. 

“Durante o período de enchimento das maçãs, o potássio auxilia a manutenção da turgescência celular (pressão interna importante para mantê-las rígidas), permitindo expansão adequada das cápsulas e a acumulação de açúcares, fundamentais para a qualidade das fibras do algodoeiro. Esse micronutriente também influencia diretamente a resistência das plantas a estresses bióticos e abióticos, como doenças, estiagem e alta salinidade do solo, contribuindo para a produtividade e a rentabilidade da cultura”, explica Bernardo Borges, gerente técnico da BRQ. 

Para auxiliar os produtores rurais nessa fase do cultivo, a BRQ Brasilquímica desenvolveu o fertilizante líquido especial SK 30.30, que integra a linha Qualyfol. Ele contém 30% de enxofre e 30% de potássio em sua formulação. Com alta solubilidade, seus componentes são apresentados na forma de sulfeto – o que permite a rápida absorção pela planta. A alta concentração de enxofre ajuda o produto a atuar em sinergia com inseticidas (já que o elemento possui ação repelente) e com fungicidas, pois age sobre causadores de doenças relevantes para a cultura. 

Panorama da safra 

Com a totalidade da área já semeada no Brasil, o algodão está em fase de maturação em 62% das plantações. Apenas 0,4% está em floração, além dos 37% que têm formação de maçãs. Os índices adequados de chuva, temperatura e umidade do solo nas regiões produtoras têm contribuído para o manejo ideal e o avanço positivo da safra. Os dados são da Conab, que estima ligeira queda da produtividade (de 1.907 kg/ha para 1.876 kg/ha), motivada pelo aumento de 17% da área cultivada (1,9 milhão de ha). 

ARTIGOS RELACIONADOS

Carbonato de potássio é peça-chave

O uso eficiente do carbonato de potássio em fertilizantes especiais se mostra uma estratégia fundamental para alcançar colheitas saudáveis e produtivas.

Adubação de enxofre no milho

A aplicação de enxofre é considerada uma prática agrícola essencial para o adequado desenvolvimento vegetativo e reprodutivo das culturas, em especial a cultura do milho

Adubação potássica: Essencial para milho e soja

O potássio (K) é um nutriente essencial para as culturas, sendo o segundo elemento mais absorvido pelas plantas por estar associado a estresses bióticos e abióticos, à qualidade de sementes e grãos, resistência a doenças fúngicas e outras funções, o que o torna determinante para a produtividade.

Verde Agritech lança aplicativo que oferece até fertilizante K Forte como recompensa para interações

Verdin cria missões aos agricultores como forma de compartilhar conhecimento e gerar maior aproximação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!