21.6 C
Uberlândia
sábado, junho 15, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosHortifrútiManejo de produção do coentro em estufas

Manejo de produção do coentro em estufas

Glaucio da Cruz Genuncio

Doutor em Nutrição Mineral de Plantas ” UFRRJ

glauciogenuncio@gmail.com

Everaldo Zonta

Doutor em Fertilidade do Solo – UFRRJ

Elisamara Caldeira do Nascimento

MSc. em Fitotecnia – UFRRJ

Abrir matéria - Créditos Luiz Jorge
Abrir matéria – Créditos Luiz Jorge

Devido à ampla utilização do coentro in natura para o tempero de peixes, esta é uma hortaliça que acompanha o hábito alimentar das pessoas residentes tanto próximas ao litoral quanto em regiões ribeirinhas. As regiões Norte e Nordeste destacam-se no consumo desta hortaliça, porém, ela é amplamente consumida em todo o território brasileiro.

Características

O coentro é classificado como uma hortaliça folhosa, aromática, anual, com ciclo entre 40 a 55 dias, de ciclo precoce; de raiz superficial, de coloração verde intensa, cultivada como tempero e erva aromática. A haste comercializada é de, aproximadamente, 30 cm; porém, o porte pode chegar a 90 cm de altura. É pertencente à família Apiaceae (a mesma família da salsa e da cenoura).

É cultivado a pleno sol e em regiões de clima quente, uma vez que é intolerante às temperaturas baixas. Necessita de solo de boa drenagem, rico em matéria orgânica, assim como as quantidades de N, P2O5 e K2O são de: 100, 180 e 120 kg/ha, respectivamente. A cultura é tolerante à acidez, entretanto, o pH ideal situa-se entre 6,0 ± 0,2.

A alta incidência de radiação pode ser prejudicial ao cultivo desta hortaliça, e por isso existe a necessidade do uso de telas de sombreamento (35%), em regiões cuja irradiância ultrapasse 1200 µmol fótons m-2 s-1.

O coentro destaca-se por sua adaptação aos diversos tipos de cultivo - Créditos Luiz Jorge
O coentro destaca-se por sua adaptação aos diversos tipos de cultivo – Créditos Luiz Jorge

Manejo

Devido à baixa taxa de germinação e à dormência das sementes recomenda-se a quebra da dormência a partir da imersão das sementes em água, durante dois dias. A melhor temperatura para a germinação é a de 27°C, sendo que a germinação ocorre entre sete a 12 dias.

A semeadura é realizada em canteiros de 1,2 a 1,5 m de largura, tanto a céu aberto quanto em cultivo protegido. A disposição das sementes é em sulcos de cultivo, a uma profundidade de 2,0 a 2,5 cm. A necessidade de sementes por hectare é de 3 kg.

Ressalta-se que para cada 1 g de sementes tem-se 800 a 900 sementes. O espaçamento recomendado é o de 0,32 m entre linhas x 0,05 m entre plantas em sistema de cultivo convencional e orgânico.

Pragas e doenças

Em relação às doenças mais comuns, têm-se: mancha de alternária (Alternaria dauci), podridão aquosa (Sclerotinia sclerotium), mancha de cercospora (Cercospora carotovora), podridão mole (Erwinia carotovora) e rhizoctonia (Rhizoctonia solani), com maior incidência em temperaturas entre 24 a 30 ºC e UR% acima de 75%.

Os sintomas são diversificados, e podem variar de manchas necróticas, tecidos moles a tombamento de mudas. Existe a necessidade de uma análise fitopatológica para a identificação do agente causal.

Em relação às pragas, têm-se: pulgão (Cavariella aegopodi), lagarta rosca (Agrotis ipilon) e nematoides (Meloidogyne sp e Pratylenchus brachyurus). Os danos podem superar os 50% de perdas em produção e produtividade, tanto para as doenças quanto para a incidência de pragas.

Destaca-se que o coentro, quando cultivado para fins de extração de óleo essencial, é fonte de Linalol, principal óleo constituinte desta erva aromática. O Linalol é usado em larga escala por indústrias de cosméticos e aromáticas. Aproximadamente 70% dos compostos produzidos por essas indústrias contém linalol em sua fórmula.

Estima-se o custo de produção por molho, cultivado em sistema hidropônico, de R$ 0,32 - Crédito Isla Sementes
Estima-se o custo de produção por molho, cultivado em sistema hidropônico, de R$ 0,32 – Crédito Isla Sementes

Sistemas de produção disponíveis

O coentro destaca-se por sua adaptação aos diversos tipos de cultivo. Esta espécie é cultivada tanto em sistema convencional e orgânico, quanto em cultivo protegido fertirrigado e hidropônico.

Cultivo protegido

Uma das principais vantagens do cultivo protegido é o controle da chuva dentro do ambiente e, consequentemente, do excesso de umidade. Este excesso é fator causal do alto ataque de doenças como alternaria, cercospora e podridão mole.

A redução da irradiância é outro fator importante para a garantia de produção e qualidade. Assim, o uso de cultivo protegido (estufas) favorece uma maior produção e produtividade, a menor sazonalidade e uma qualidade superior do produto.

O sistema de cultivo protegido deve ser composto de bancadas de germinação e de crescimento final. A bancada de crescimento final deve conter de 12 a 16 perfis, dispostos no espaçamento de 10 a 12 cm entre perfis e 10 a 12 cm entre plantas, com 1,68 m de largura e de 12 m comprimento.

Recomenda-se a utilização da solução nutritiva de Furlani et al. (1999), a qual contém, em g/1.000L, 174 N-NO3; 24 N-NH4; 39 de P; 183 de K; 142 de Ca; 38 de Mg; 52 de S e, 0,3 de B; 0,02 de Cu; 2,0 de Fe; 0,4 de Mn; 0,06 de Mo e 0,06 de Zn, ou soluções prontas.

 

Essa matéria completa você encontra na edição de abril da revista Campo & Negócios Hortifrúti. Adquira a sua para leitura integral.

ARTIGOS RELACIONADOS

Ácidos húmicos e fúlvicos com Trichoderma

  Claudia Adriana Görgen Engenheira agrônoma, doutoranda em Geociências na UNB claudiadrianagorgen@gmail.com Inicialmente é preciso entender, de forma simples, o que são ácidos húmicos e fúlvicos, quais suas...

Programa Produtor de Água estimula irrigação racional

O Produtor de Água é uma iniciativa da Agência Nacional de Águas (ANA) que tem como objetivo reduzir a erosão e o assoreamento dos...

Satis promove Circuito Tecnológico da cultura do feijão

O objetivo do circuito foi divulgar novas tecnologias no manejo da cultura, visando maior sanidade e incremento da produtividade Entre os dias 20 e 24...

Recipientes usados na produção de mudas de eucalipto

  Escolher o recipiente mais adequado é preponderante para a obtenção de mudas de qualidade. Leva-se em conta, dentre outros fatores, o custo de aquisição,...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!