27.6 C
Uberlândia
segunda-feira, abril 22, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosMulching: proteção do solo e do morango

Mulching: proteção do solo e do morango

O mulching pode garantir a qualidade e produtividade dos morangos, protegendo o solo e as plantas contra doenças e pragas.

Silvia Marcela Ferreira Monteiro
Engenheira agrônoma, mestranda e pesquisadora em Produção Vegetal – Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA)
silviamarcela.monteiro@gmail.com

Carine Rusin
Doutora em Agronomia e pesquisadora em Produção Vegetal – Unicentro
carine.rusin@gmail.com

O mulching cria uma camada protetora no solo, com a cobertura por um plástico, bloqueando a perda de água por evaporação e mantendo uma temperatura mais adequada para o desenvolvimento do morangueiro.

Além disso, ele pode reduzir a incidência de doenças e pragas, protegendo as plantas contra o contato direto com o solo e os patógenos que nele habitam. Isso pode levar a um aumento na produtividade dos frutos e na qualidade dos morangos, tornando-os mais saborosos e atraentes para os consumidores.

Foto: Shutterstock

Proteção do solo e da fruta

O cultivo convencional de morangos é um sistema fortemente utilizado no Brasil, sobretudo em Minas Gerais, maior Estado produtor da fruta.

O cultivo convencional de morangos caracteriza-se pelo plantio diretamente no solo, em canteiros cobertos por mulching. Com isso, este se tornou um aliado na qualidade dos frutos que chegam à mesa do consumidor.

O mulching é uma camada de cobertura dos canteiros, que apesar de poder ser realizada com diversos materiais, como casca de arroz carbonizada, bagaço de cana, acícula de pinus, restos de culturas, palhadas, entre outros, é constituído quase em sua totalidade de área de utilização em plástico de polietileno.

O emprego do mulching no cultivo de morangos promove uma série de benefícios, tanto para os frutos como para o manejo das plantas na propriedade. A principal função deste insumo agrícola está na manutenção da qualidade do solo, bem como do produto comercial: o morango.

O mulching promove a proteção da superfície do solo, evitando ação direta da chuva e dos respingos de água sobre a planta e os frutos. Consequentemente, redução de doenças nas plantas e frutos, e frutos com maior qualidade estética e aceitação no mercado.

Quanto ao manejo da cultura, a utilização de mulching pode ser aliada na redução de custos de mão de obra e de irrigação, uma vez que reduz o crescimento exacerbado de plantas daninhas e o uso de herbicidas, diminuindo a evaporação de água e mantendo a umidade do solo.

Mulching x evaporação da água

A cobertura do solo com mulching funciona como uma barreira física, protegendo a superfície contra a ação do vento e da radiação, principais responsáveis pela evaporação de água no solo e reduzindo a amplitude de temperatura.

Consequentemente, diminui a evaporação, ou seja, a perda de água do solo para atmosfera. Além disso, a cobertura modifica a irradicação da superfície, alterando a transpiração da cultura e reduzindo o consumo hídrico. Em condições de estiagem, isso pode representar uma economia de até 20% de água.

Temperatura do solo

Para a cultura do morangueiro, a faixa entre 18 e 25°C favorece a frutificação. Temperaturas elevadas no solo, sobretudo nos primeiros 15 cm, tem efeitos negativos sobre o morangueiro.

Além disso, a temperatura do solo pode influenciar o desenvolvimento vegetal, uma vez que afeta a atividade biológica, química e física do perfil. Esses aspectos são essenciais para controlar o poder produtivo do morangueiro.

O excessivo aquecimento do solo, sobretudo no início do estabelecimento das culturas, também compromete a absorção de nutrientes pelas plantas de morangueiro. Assim, a cobertura do solo reduz a temperatura, principalmente nas horas mais quentes do dia, favorecendo o desenvolvimento da cultura.

A mudança de temperatura do solo está relacionada com o tipo de perfil e de cobertura utilizada. A temperatura média do solo sob uma cobertura opaca pode ser maior ou menor que o solo descoberto, dependendo da refletividade do material e da camada de ar existente entre a cobertura e o solo.

Filmes pretos, comumente utilizados, tendem a aumentar a temperatura do solo, demandando cuidados, pois pode queimar folhas novas, pela alta temperatura. Filmes dupla face preto e branco e preto e prata apresentam aquecimento não excessivo.

No caso dos filmes prateados, estes refletem a maior parte dos raios solares, transmitindo pouca energia aos solos, constituindo-se num dos materiais sintéticos mais adequados para regiões quentes, como é o caso do Nordeste do Brasil.

Incidência de doenças e pragas no morango

O solo abriga uma diversidade de espécie de fungos, bactérias e pragas agrícolas. Muitos desses agentes são potencialmente prejudiciais à cultura do morango, quando em contato com a planta e/ou frutos.

Como os frutos de morango passam a não ter contato direto com o solo, isso gera uma série de benefícios. Fontes de inóculo que poderiam ocasionar ocorrência de doenças são separadas pela barreira da cobertura com mulching.

O plástico previne a umidade da superfície do solo chegar diretamente à planta ou ao fruto, evitando maior disseminação de fungos e bactérias.

A umidade em excesso pode tornar o ambiente propício para a proliferação de fungos, como o mofo cinzento, causado pelo fungo Botrytis cinerea, uma das doenças que mais causam perdas de qualidade em frutos de morango. Ataca folhas, flores e frutos e suas estruturas infectivas contaminam rapidamente o plantio.

Produtividade dos morangos

Estudos comprovam que há aumento de rendimento e maior desenvolvimento de frutos, quando empregada a cobertura do solo. Ao promover aspectos de qualidade de solo e sanidade de plantas, o morangueiro tem seu desenvolvimento favorecido, refletindo na maior emissão de flores, e consequentemente, em sua produtividade final.

No geral, frutas e hortaliças que não ficam em contato direto como o solo têm maior manutenção de qualidade. Os frutos apresentam maior sanidade por ficarem sobre o plástico mulching, evitando inóculo de doenças, que favorecem a depreciação do produto, principalmente quando consumidos in natura.

Respingos da água de irrigação ou da chuva sobre os frutos favorecem a disseminação de fungos, bactérias e apodrecimento das frutas.

A cobertura do solo mantém o teor de umidade constante e a temperatura mais elevada, favorecendo a atividade microbiana e um microclima mais adequado. Isso resulta em maior mineralização do nitrogênio orgânico, aumentando a disponibilidade deste nutriente para as plantas nas camadas mais superficiais do solo, e condições adequadas para maior produção de pigmentos e de fotoassimilados pela planta.

Dessa forma, frutos de morango ficam mais vermelhos, atrativos e muito mais saborosos para o consumo.

Manejo

Os tipos de mulchings disponíveis no mercado variam em função do tamanho, espessura e coloração. O plástico preto é o mais utilizado no cultivo do morangueiro pelos produtores, estando disponíveis também outras colorações, como branco, cinza, verde, marrom, amarelo e prateado (dupla face).

Estudos vêm sendo desenvolvidos a fim de diferenciar as vantagens e o efeito de cada tipo no cultivo do morangueiro.

Para a instalação do mulching, é necessário seguir aos seguintes passos:

• Remover uma porção de terra da borda do canteiro a fim de utilizá-la para cobrir a lona posteriormente;

• Esticar o mulching em todo comprimento, do início ao final do canteiro e depois para os lados;

• Cobrir as bordas com a porção de solo anteriormente removida, a fim de fixar bem o mulching no solo. Nesse processo é importante que a lona seja bem compactuada, evitando a entrada de vento.

Dica chave: o mulching deve ser instalado em horários e dias de pouca ocorrência de ventos. Alguns consultores técnicos indicam a instalação de mulching pré-plantio para mudas importadas e tubetes, e pós-plantio para mudas nacionais.

Mulching na implantação do morango

No geral, o emprego do mulching no cultivo do morangueiro faz parte das práticas de implantação da cultura. Ou seja, é realizado no preparo da área, no início do ciclo das plantas.

Na prática, os produtores, principalmente de Minas Gerais, que utilizam mudas nacionais de raiz nua, instalam a cobertura após o plantio das mudas. O filme plástico de cor preta é instalado cerca de 15 a 30 dias após o transplantio.

Este processo torna-se oneroso, uma vez que há a necessidade de cobrir todo o canteiro com mulching e, posteriormente, procurar pontos em que se encontram as plantas para, com o auxílio de um objeto cortante, executar o corte da lona e trazer as mesmas para a parte superior.

A instalação pré-transplantio torna-se mais fácil, sendo que os filmes pretos e pratas promovem o aumento do rendimento e maior desenvolvimento de frutos em relação ao implantado pós-transplantio das mudas.

Antes do transplantio, quando o mulching já está instalado no solo, é feita a demarcação abrindo espaço onde cada muda de morangueiro será plantada.

ARTIGOS RELACIONADOS

Abisolo 2017 deve repetir bom desempenho dos anos anteriores

As projeções da indústria de tecnologia em Nutrição Vegetal para 2017 são bastante otimistas. “Nossa expectativa é manter o nível de crescimento dos últimos...

Brandon já atua em mais de 40 países

A Brandon Products Limited está situada no Sudoeste da Irlanda, na Costa Atlântica. Com 20 anos de atuação, a Brandon começou com uma pesquisa...

Manejo nutricional: Como fazer as fertirrigações?

Autor Mário Calvino Palombini Engenheiro agrônomo e proprietário da Vermelho Natural vermelhonatural@hotmail.com A nutrição das plantas de morangueiros pode ser dividida em sistemas no solo...

Como construir o melhor perfil de solo

O desenvolvimento de um perfil de solo favorável ao sistema radicular é um dos grandes desafios dos produtores brasileiros diante dos fatores que limitam a produtividade na agricultura atual.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!