21.6 C
Uberlândia
sábado, junho 22, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioMercadoNetafim debate sobre gotejamento em citrus

Netafim debate sobre gotejamento em citrus

 

Um dos fatores responsáveis pela baixa produtividade de citrus em alguns estados brasileiros é a falta de água

 

Irrigação por gotejamento - Crédito Netafim
Irrigação por gotejamento – Crédito Netafim

A crise hídrica, em alguns locais chamada de escassez de água, assombra o Brasil que vive um cenário econômico instável. O agronegócio vem conseguindo se manter entre uma mudança e outra, mas cada vez mais produtores rurais e empresas privadas buscam encontrar soluções para melhorar a rentabilidade do setor que movimento no PIB (Produto Interno Bruto) cerca de 23,3%. Neste sentido, a Netafim, empresa pioneira e líder mundial em soluções de irrigação por gotejamento, participou na última semana do Encontro Goiano de Fruticultura, em Goiânia/GO, com mais de 250 participantes para discutir e disseminar os avanços científicos e tecnológicos do segmento, desafios e perspectivas, e informações técnicas da cadeia produtiva.

O gerente comercial da Netafim, Marcos Kawasse, ministrou no segundo dia do evento a palestra sobre “Gotejamento em citrus“ explicando os benefícios da tecnologia: maior conversão de flores em frutos, mais qualidade dos frutos (diâmetro), maior carga (aumento de produtividade), redução de mão-de-obra na adubação com o uso das técnicas de fertirrigação e/ou nutrirrigação, economia de água já que o gotejo irriga a planta e não o solo, redução da lixiviação dos nutrientes (mais sustentabilidade para a lavoura).

“Nosso foco é ajudar o produtor rural a ter mais rentabilidade na lavoura. A irrigação por gotejamento é uma técnica viável e sustentável, trata-se de investimento para a fazenda, seja de pequeno, médio ou grande porte. A sustentabilidade é para todos“, concluí Kawasse.

ARTIGOS RELACIONADOS

Mel de aroeira – Novidade atrai investidores

A apicultura cresceu muito nos últimos 15 anos na região norte de Minas Gerais. Isso ocorreu em função, principalmente, do déficit hídrico acumulado durante esse tempo, que dificultou o desenvolvimento da pecuária e da agricultura. A apicultura, por ser uma atividade sustentável, não requer um uso excessivo de água, dependendo mais do manejo, das próprias abelhas e da florada para garantir uma boa produtividade e salvar os produtores rurais da região em tempos de seca.

Como evitar prejuízos durante geadas?

Autores Marcela Caetano Lopes Bióloga e Doutoranda em Agronomia/Horticultura – FCA/UNESP macaetano20@hotmail.com Mayumi Nagayama Alboléa Engenheira agrônoma e produtora de hortifrúti mayalbolea@gmail.com A geada...

GinegarPolysack lança tecnologias em plásticos

A GinegarPolysack participa da Hortitec há 15 anos. “A Hortitec, para a Ginegar Polysack, é um dos principais investimentos de marketing anualmente por se...

Couve – Produção de no sistema orgânico

Ainda que predomine o sistema convencional de produção no setor hortifrúti, o cultivo em sistemas alternativos, como o orgânico, cresce a cada ano devido a uma maior preocupação, por parte dos consumidores, com a qualidade dos alimentos e com a preservação do ambiente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!