26.6 C
Uberlândia
domingo, maio 19, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosNova safra de algodão 2023

Nova safra de algodão 2023

Crédito: Cotton Wrap

Nelson Iida
Gerente comercial da Cotton Wrap

Entra ano, sai ano, e seguimos com o nosso forte, que é a produção agrícola. O Brasil Agro entra em 2023 com muitas dúvidas. Estamos terminando a safra iniciada em 2022, pois esta não havia como fazer alterações após semeadura ou sementes compradas, e tudo dentro do planejado.

Agora, o algodão que iniciamos, foi com sonhos e promessas que recebemos de um plantio sem grandes dissabores. É verdade, sempre otimistas que somos, e realmente é assim que devemos ser.

Cotton Wrap e a cotonicultura

A Cotton Wrap está muito otimista de que este será um grande ano, com produções altas e qualidade satisfatória, seguindo ao lado dos cotonicultores. Temos a certeza de que a escolha da melhor semente para sua região foi feita e, no mais, é enfrentar as dificuldades corriqueiras do ano.

Estamos confiantes de que chegarão ao final com todas as áreas semeadas e o cultivo se desenvolvendo conforme o planejado, até que chegue novamente o momento da colheita e a Cotton Wrap estará preparada para atender com o rolinho para algodão de excelente qualidade técnica, com a mais elevada tecnologia e o mais preparado corpo técnico de todo o Brasil.

Em qualquer momento da colheita, não importa a distância, nossas aeronaves estarão à disposição para chegar o mais rápido possível em sua fazenda para lhe atender.

Não queremos somente vender o Cotton Wrap, mas solucionar e atender todas as suas necessidades no que se refere aos rolinhos de algodão.

Abrangência

O Cotton Wrap atende as principais colheitadeiras que temos no Brasil e não importa os modelos, sejam as mais antigas ou as mais modernas que estão chegando, com RFID ou não, atendemos a todos, com excelência.

Fale com um de nossos técnicos e não deixe de conhecer. Acesse nosso site e seja você também nosso parceiro e usuário: www.cottonwrap.com.br. Participe, também, da nossa campanha https://vouderam.com.br/ A cada cinco pallets adquiridos no mesmo CPF, você ganha um cupom para concorrer.

Brasil é o segundo maior exportador mundial de algodão

Unindo sustentabilidade, tecnologia e qualidade, o algodão brasileiro vem se mostrando altamente competitivo, ganhando cada vez mais força entre os compradores internacionais. A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) e a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (ABRAPA), por meio do Projeto Setorial Cotton Brazil, realizaram diversas ações nos últimos anos que ajudaram a desenvolver novos mercados e reforçaram a imagem de um algodão responsável no comércio exterior.

Segundo dados da ABRAPA, o Brasil ocupa a segunda posição do ranking das exportações, fornecendo 20% de todo o algodão exportado no mundo. É o sétimo maior setor de saída do agronegócio brasileiro em termos de valor: foram cerca de 1,68 mil toneladas de pluma exportadas no ano comercial de 2021/2022, gerando uma receita de US$ 3,2 bilhões.

O mercado asiático importa 99% da produção brasileira, com China (27%), Vietnã (16%), Turquia (13%) e Bangladesh (12%) sendo os principais destinos, seguidos do Paquistão, Indonésia, Malásia, Coreia do Sul, Índia e Tailândia.

E investimento em pesquisa de ponta não falta para tornar a cotonicultura brasileira a melhor do mundo. “Por meio de pesquisa, tecnologia, genética, manejo de campo e equipamentos de verificação laboratoriais precisos, a cada ano temos melhorado a nossa qualidade. Hoje podemos dizer que somos compatíveis com os melhores algodões do mundo, com produção em larga escala”, explica o diretor de relações internacionais da ABRAPA, Marcelo Duarte.

Cotton Brazil

Junto com a ABRAPA, a ApexBrasil executa o Cotton Brazil, programa que promove o algodão brasileiro internacionalmente e apoia as produtoras algodoeiras a alcançarem mercados estrangeiros.

Dados da Agência apontam que as exportações do setor alcançaram US$ 3,4 milhões até novembro de 2022, um crescimento de 15% ao mesmo período do ano passado. Mais de 70% desse valor de exportação foi de empresas apoiadas pelo Projeto.

Somente em 2022, foram realizadas três missões prospectivas de produtores aos países importadores e uma missão de visita de compradores a fazendas, laboratórios e algodoeiras brasileiras. A analista da Gerência de Agronegócio da ApexBrasil, Rafaela Albuquerque, destaca que instalação do escritório do Projeto in loco foi fundamental para o estreitamento das relações comerciais com os países asiáticos e o para o fortalecimento da imagem internacional do setor.

Selo de sustentabilidade

Em 2012, a ABRAPA desenvolveu uma iniciativa para certificar o algodão brasileiro atendendo às diretrizes internacionais de sustentabilidade. Trata-se do programa Algodão Brasileiro Responsável (ABR), que permite a rastreabilidade da origem do produto através da tecnologia de Blockchain.

Isso permite ao consumidor um fácil acesso ao conhecimento do processo completo, desde o plantio do algodão certificado até a venda do produto final, por meio da leitura de um QR Code em uma etiqueta “SouABR”.

ARTIGOS RELACIONADOS

Produção de energia com resíduos da agropecuária

No Brasil, a biomassa é a principal fonte de energia renovável. Ela gera calor, energia elétrica e pode ser transformada em biocombustível sólido como...

Trigo alcança preços recordes

O mercado do trigo tem sido impulsionado devido à redução da produção em meio ao tempo seco nos principais países exportadores, em particular os EUA, a Rússia e a Ucrânia, enquanto a demanda permanece forte, especialmente da China

Sucesso no plantio de algodão

O algodão apresenta baixa tolerância à acidez, à toxidade do alumínio e ao baixo teor ...

Nufarm leva inovações tecnológicas para milho e soja ao evento Dinetec, no Mato Grosso  

  Empresa lança aplicativo para gerenciar manejo de plantas daninhas e monta campos demonstrativos focados no controle de pragas e doenças   Começa hoje, 18, na...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!