27.6 C
Uberlândia
quarta-feira, abril 17, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesNovo fungicida entrega resultados no controle de doenças do feijoeiro

Novo fungicida entrega resultados no controle de doenças do feijoeiro

Lavoura de feijão/Divulgação

A associação de fungicidas com diferentes modos de ação durante a safra e a ação preventiva, na fase vegetativa do feijoeiro, constituem medidas eficazes para controlar três doenças potencialmente danosas à cultura: antracnose (Colletotrichum lindemuthianum), ferrugem (Uromyces appendiculatus) e mancha-angular (Phaeoisariopsis griseola). De acordo com a Sipcam Nichino Brasil, seu fungicida de marca Vitene®, lançado recentemente, tem se mostrado efetivo nas estratégias de manejo desses patógenos.

“Contamos com resultados altamente favoráveis para Vitene® no feijoeiro, principalmente quando aplicado em períodos próximos a trinta dias após a semeadura, na fase vegetativa, antes do florescimento”, reforça José de Freitas, engenheiro agrônomo da área de desenvolvimento de mercado da companhia.

Segundo o agrônomo, essas três doenças, uma vez não controladas, transferem perdas potenciais de rendimento situadas entre 70% a 100% a uma lavoura de feijão. “Recomendamos sempre ao produtor, em face da severidade dos fungos causadores de antracnose, ferrugem e mancha-angular, para não deixar de fazer o manejo anti-resistência de doenças do feijoeiro”, diz Freitas.

LEIA TAMBÉM:

Bactérias aumentam produtividade das lavouras de arroz, feijão e milho
Estresse térmico pode reduzir produtividade do feijão em até 50%

Conforme Freitas, antes de chegar ao mercado o fungicida Vitene® foi avaliado em mais de 50 estudos a campo, nos quais demonstrou eficácia e ausência de fitotoxicidade em outras 20 culturas (algodão, milho, batata, berinjela, beterraba, cebola, cevada, citros, girassol, goiaba, mamão, manga, melancia, melão, morango, pepino, pimentão, soja, tomate e trigo).

“Vitene® é um fungicida sistêmico do grupo das estrobilurinas e dos triazóis, que penetra e é redistribuído rapidamente nas folhas da planta tratada. Por conta da eficácia dos ingredientes ativos azoxistrobina e difenoconazol, se diferencia ainda pela alta seletividade.”

Ainda de acordo com Freitas, o produtor brasileiro de feijão dispõe atualmente de mais de 20 soluções da Sipcam Nichino para a cultura, abrangendo de fungicidas, inseticidas e indutor de resistência até uma plataforma de bioestimulantes. “Bioestimulantes estão em alta no agronegócio, na medida em que fomentam a produtividade da cultura do plantio até a colheita”, conclui ele.

ARTIGOS RELACIONADOS

Adubação verde – Economia de insumos e retorno do equilíbrio natural

  A adubação verde ou o cultivo de plantas de cobertura é uma técnica com grande potencial de aumentar a sustentabilidade da agricultura, por economizar...

Traça-do-tomateiro: superando os desafios de manejar bem

Confira um estudo completo sobre a traça-do-tomateiro e quais os desafios para controlá-la.

Satis promove Circuito Tecnológico da cultura do feijão

O objetivo do circuito foi divulgar novas tecnologias no manejo da cultura, visando maior sanidade e incremento da produtividade Entre os dias 20 e 24...

24º Dia de Campo Copercampos compartilha tecnologias para o novo Agro

De 26 a 28 de fevereiro, Campos Novos (SC) se transforma em centro de informações para elevar a eficiência na agropecuária. Mais de 140 empresas estão confirmadas para o 24º Dia de Campo Copercampos. Nesta edição, a nova agricultura estará em debate e o produtor rural terá a oportunidade de obter conhecimentos e visualizar novas oportunidades para a sua propriedade rural.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!