27.6 C
Uberlândia
quarta-feira, abril 17, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesPesquisa aponta crescimento de 16% no consumo de alimentos orgânicos

Pesquisa aponta crescimento de 16% no consumo de alimentos orgânicos

A cada mil brasileiros, 360 se declaram consumidores de orgânicos. Nordeste foi a região que mais se destacou.

Para encerrar o 17o Fórum Internacional de Produção Orgânica e Sustentável, realizado durante a BioBrazil Fair e a Naturaltech, entre os dias 14 e 15 de junho no Pavilhão de Exposição do Anhembio Instituto Organis, renomado centro de estudos sobre sustentabilidade e alimentação saudável, apresenta os resultados da pesquisa “Panorama do Consumo de Orgânicos no Brasil 2023”. O estudo revela que a cada mil brasileiros, 360 se declaram consumidores de orgânicos e aponta que um crescimento de 16% no consumo deste tipo de alimento no país, entre 2021 e 2023.

Créditos: Divulgação

Hoje em dia, quase 46% da população brasileira consome alimentos orgânicos, o que demonstra uma crescente conscientização sobre os benefícios desses produtos para a saúde e o meio ambiente. Além disso, a pesquisa apresenta detalhes demográficos estratégicos sobre os consumidores de alimentos orgânicos e os “não consumidores”. Os resultados fornecem um panorama estratégico para produtores e interessados no tema a conduzirem seus negócios.
 

“Hoje, o Brasil ocupa a quarta posição entre os maiores consumidores do mundo de produtos naturais. A BIO BRAZIL FAIR| BIOFACH AMÉRICA LATINA e a NATURALTECH ajudam a potencializar este mercado, refletindo as mudanças nos hábitos de consumo do brasileiro”, explica Valeska Oliveira, head de produto da Francal Feiras.
 

Distribuição regional

Feito com consumidores de todo o Brasil, uma das surpresas neste estudo está no Nordeste. A região apresentou o aumento mais significativo no consumo de orgânicos no país, de 32% em 2021 para 45% em 2023. Em segundo lugar, aparece o Centro Oeste com 42% na pesquisa atual, contra 39% na anterior. Seguido pelo Sudeste, registrando aumento de 26% para 30%.
 

A região Norte teve aumento de 1% entre as pesquisas de 2021 – 15% – para 16% em 2023. O Sul manteve os 39% nas duas edições.
 

Consumidor mais atento

Um dos principais motivos para o aumento no consumo de alimentos orgânicos é a associação direta com uma opção mais saudável. “Os consumidores estão buscando alimentos livres de agrotóxicos e priorizando uma alimentação equilibrada e nutritiva”, revela Cobi Cruz, diretor executivo da Organis e responsável em apresentar a pesquisa.
 

Além da saudabilidade, a crescente conscientização sobre o meio ambiente, principalmente entre a população mais jovem, que busca produtos – alimentos, bebidas e outros itens, como vestuário e cosméticos, mais naturais, sem conservantes e aditivos químicos, sem crueldade animal e produzidos por empresas atentas a todas as questões de ESG, como inclusão social, a geração de novos negócios, o desenvolvimento econômico de diversas áreas e a sustentabilidade do nosso planeta.

Sendo assim, a embalagem se tornou um fator relevante na decisão de compra para os consumidores mais engajados, que procuram adquirir alimentos de empresas comprometidas com a reciclagem e gestão de resíduos.

Os alimentos orgânicos mais consumidos no Brasil são a banana, a batata e a alface. O principal local de compra é o supermercado, mas 83% dos compradores preferem ver esses produtos em gôndolas ou seções específicas. O reconhecimento dos produtos pelo selo de certificação orgânico também se mostrou importante para 13% dos consumidores.
 

Desafios do setor

A pesquisa aponta também a necessidade de divulgar e ampliar a variedade de produtos orgânicos disponíveis, como carnes, leite e derivados, vinhos, óleos, farinhas, matinais, grãos e açúcar, inclusive em suas versões industrializadas.
 

Embora o preço ainda seja um ponto relevante entre os compradores, eles reconhecem as razões para os valores mais elevados desses produtos. A maioria – 43% dos consumidores – está disposta a pagar em torno de 20% a mais pelos alimentos orgânicos em relação aos convencionais, porque avaliam que esses itens vêm de uma produção sem agrotóxico, mais lenta e em menor escala, com o produtor focando na qualidade ao invés da quantidade.
 

A Bio Brazil Fair| BIOFACH América Latina é uma amostra do potencial desse mercado. “Temos visto cada vez mais marcas apostando em propósitos de construir um mundo melhor. Estas são feiras voltadas para negócios, lançamentos, conteúdos, veganos e não veganos, ou seja, totalmente inclusivas e com o propósito de deixar um legado positivo para o nosso planeta”, comenta Valeska Oliveira.  
 

O Instituto Organis disponibiliza a pesquisa completa de forma gratuita para aqueles interessados em conhecer mais detalhes sobre o consumo de alimentos orgânicos no Brasil. O relatório pode ser acessado no site oficial, no Link. Ele é realizado a cada dois anos em parceria com a Brain Inteligência Estratégica e conta com o apoio da Mercado Inteligente e QIMA IBD.
 

Todas as novidades, informações sobre conteúdos e credenciamento podem ser encontradas nos sites da BIO BRAZIL FAIR| BIOFACH AMÉRICA LATINA e Naturaltech.

SERVIÇO 

BIO BRAZIL FAIR| BIOFACH AMÉRICA LATINA E NATURALTECH 

Quando: 16 e 17 de junho de 2023

Horários: das 10h às 20h.

Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi

Endereço: Avenida Olavo Fontoura, 1209 – Santana, São Paulo (SP).

ARTIGOS RELACIONADOS

VigorFert – Nutrição vegetal de ponta

Essa foi a primeira vez que a VigorFert participou da Fenicafé com estande, o que antes acontecia com parceiros. Especializada no segmento de nutrição...

Abóbora pode ser cultivada em sistema orgânico

A aboboreira (Cucurbita moschata Duch.) foi domesticada na América Latina, embora não se tenha conhecimento do local específico. Considerada tipicamente tropical, é cultivada predominantemente nas zonas de baixa altitude de clima quente com alta umidade. No entanto, possui espécies em regiões de semideserto e sub-temperadas.

Green Has do Brasil, pela primeira vez na Hortitec

  Recém-inaugurada no Brasil, a filial da Green Has Italia participa pela primeira vez com estande exclusivo na Hortitec. “A Green Has Italia abriu sua...

GDM amplia capacidade de estações de pesquisa

Ter um processo mais assertivo, focado e com maior capacidade para vazão em escala.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!