Plataforma inovadora ganha certificação da Softex

0
48

Empresa brasileira Olearys traz inovação à agricultura brasileira

 DSC03561 plataforma

Criadora de uma inovadora plataforma que monitora o clima e processa dados meteorológicos transformando-os em conhecimento, a empresa brasileira Olearys acaba de ganhar a certificação MPS-SW-nível G, da Softex ” a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro, que visa a melhoria de processo do software brasileiro em todas as regiões do país. Segundo o programa, a Olearys recebeu este reconhecimento por implementar avanços fundamentais nos seus processos e promover o crescimento contínuo no desenvolvimento de software, beneficiando o setor de agronegócios como alternativa para enfrentar os desafios e as incertezas representados pelas mudanças do clima no planeta.

O programa MPS.BR, do qual a Olearys foi avaliada, é uma iniciativa brasileira lançada em dezembro de 2003 e que conta com investimentos das empresas e apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação; da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP); do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID); e do Sebrae. A principal meta do MPS.BR é impulsionar a melhoria da capacidade de desenvolvimento do software e serviços nas empresas brasileiras e é considerado um marco para a evolução da qualidade do software, já que trouxe ganhos comprovados de competitividade para a indústria nacional.

“A Olearys se sente honrada em conquistar a certificação MPS-SW – nível G. Sabemos que o reconhecimento é o início dos trabalhos, mas temos diversos motivos para confiar que começamos bem e estamos caminhando a fim de atingir níveis ainda mais elevados“, afirmou Tiarê Bonamini Balbi, gerente de operações da empresa.

A plataforma de serviço Hemisphere é capaz de processar um vasto banco de dados ambientais e gera conteúdos personalizados para os agricultores monitorarem o microclima das lavouras, identificando, assim, a favorabilidade climática para a ocorrência das doenças que causam perdas e danos nas lavouras. Como o cenário da agricultura brasileira é fortemente influenciado pelas mudanças climáticas globais, diversas empresas e profissionais trabalham para que a agricultura esteja preparada para enfrentá-las adotando práticas agrícolas sustentáveis. A Olearys, através de sua plataforma Hemisphere, é uma das empresas que agem com esse propósito.

  A principal inovação desta tecnologia consiste na integração da estação meteorológica com um sistema de informática que coleta os dados ambientais no micro das lavouras diversas, transformando-as em coeficientes de risco que indicam se o clima está ou não favorável para a ocorrência de  doenças e, ainda, ferramentas que auxiliam uma melhor gestão da água usada na irrigação. O acesso ao conhecimento científico se dá pela internet através de uma senha que é transferida para o usuário. Tais sistemas são a evolução da agricultura, contribuindo para a efetivação de práticas científicas que promovem o desenvolvimento sustentável da propriedade agrícola. A plataforma dispõe de diversos aplicativos e funcionalidades para o produtor agrícola, que obtém o conhecimento científico pela internet, em tempo real e é avisado sobre as variações climáticas via SMS, com até 15 dias de antecedência.

  A Olearys e seu capital intelectual já implementou projetos em várias regiões do país e já conseguiu resultados positivos no controle preventivo da ferrugem asiática que ataca a soja e na requeima que ataca a batata e o tomate, por exemplo. Outro caso de sucesso é o melhor manejo da água usada na irrigação já tendo obtido até sete vezes menos o uso dos recursos hídricos em propriedades do triângulo mineiro. A plataforma tem condições de atender agricultores que cultivam soja, batata, tomate, café, maçã, trigo, feijão, uva, entre outras e está composta por diversos aplicativos e funcionalidades que proporcionam benefícios aos agricultores, dentre eles, a redução de até 60% no uso de agrotóxicos.

Em 2012, houve um crescimento de 47,3% na receita de software no setor e esse número sobe para 72,5% quando se analisa o período de 2010 a 2012. Atualmente, a tecnologia na agricultura é a principal responsável pelo aumento de cerca de 70% da produtividade agrícola do país, representando mais de 23% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro e gerando 37% dos empregos.