23.7 C
Uberlândia
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesProdutor transforma produção com irrigação por gotejamento

Produtor transforma produção com irrigação por gotejamento

Produtor transforma sua produção, alternando entre tomate industrial e grãos, com eficiência destacada pela irrigação por gotejamento.

A Fazenda Boa Vista do Barreiro, localizada em Piracanjuba (GO), viu sua propriedade se transformar com a adoção da irrigação por gotejamento com a Netafim. Sob a liderança da família Marçal, a fazenda se aventurou em um novo capítulo, colhendo ganhos operacionais e aprimorando significativamente a qualidade de suas culturas, tanto de grãos quanto de tomate industrial.

Leonardo Marçal

Leonardo Marçal, proprietário e estudante de agronomia, compartilha sua visão sobre a transição: “Estou cursando agronomia e sou a quarta geração da família na fazenda. Começamos com pivô, mas agora optamos por uma nova forma de irrigação. Descobrimos a Netafim, que nos apresentou o gotejamento subterrâneo. Com essa tecnologia, estamos aproveitando melhor a área, os insumos são injetados diretamente na raiz, e temos um aproveitamento ainda mais eficiente da água, sem nenhum desperdício ou evaporação”, contou.

A altitude favorável da região oferece ótimas condições para o cultivo de culturas nobres, como o tomate industrial. Com um polo de atomatados consolidado na região, a fazenda optou por essa cultura e alcançou um histórico de produção impressionante. Leonardo Marçal explica: “Decidimos fazer duas safras perfeitas, alternando entre o cultivo de milho semente e o tomate industrial. Graças ao gotejamento subterrâneo e à fertirrigação, conseguimos produzir incríveis 120 toneladas por hectare de tomate industrial na última safra”.

Warlen Pires, especialista agronômico da Netafim, detalha como o sistema de irrigação por gotejamento subterrâneo permite a rotação de culturas: “É perfeitamente viável realizar a rotação de culturas entre o tomate industrial e os grãos com o gotejamento subterrâneo. Na Fazenda Boa Vista do Barreiro, desenvolvemos um projeto específico para atender ambas as culturas, considerando a eficiência e otimização dos recursos disponíveis”.

Ele detalhou que o projeto foi cuidadosamente dimensionado, permitindo o plantio direto das mudas de tomate sobre as linhas de tubos gotejadores. “Utilizamos um sistema de georreferenciamento para garantir a precisão do plantio. No tomate utilizamos um espaçamento de 90 cm e quando chegou o momento de cultivar os grãos, adaptamos o espaçamento para 45 cm entre as linhas e realizamos o plantio nas entrelinhas dos tubos gotejadores”, explicou.

Ele disse ainda que foi respeitado o sentido de plantio nos tubos para garantir a coerência entre a posição dos tubos e a disposição das culturas. Essa abordagem permite otimizar o uso da área e maximizar a produtividade, minimizando o desperdício de recursos hídricos. Além disso, a integração entre o sistema de irrigação por gotejamento subterrâneo e a rotação de culturas favorece a saúde do solo, contribuindo para um sistema agrícola mais sustentável e produtivo para os agricultores.

Garantir a qualidade do tomate industrial é essencial, pois atende aos padrões exigidos pela indústria de processamento. Frutos completamente maduros, com coloração intensa e uniforme, sem impurezas, sintomas de pragas, doenças ou danos mecânicos e fisiológicos são considerados de alta qualidade.

Uma das maneiras pelas quais o gotejamento subterrâneo pode auxiliar na melhoria da qualidade dos tomates é a eficiência no uso da água. Em comparação com outros métodos de irrigação, como aspersão ou inundação, ela se sobressai, pois é liberada diretamente no solo próximo às raízes, reduzindo significativamente as perdas por evaporação e escoamento superficial. Isso garante que as plantas recebam a quantidade adequada de água de forma mais precisa, evitando desperdício e melhorando a absorção de nutrientes. Além disso, é possível controlar com maior precisão a quantidade e o momento em que a água é fornecida às plantas. Isso permite que os agricultores adaptem o suprimento de água com base nas necessidades específicas das plantas em diferentes estágios de crescimento, garantindo um ambiente ideal para o desenvolvimento saudável dos tomates.

“Ao fornecer água diretamente às raízes, o sistema de gotejamento subterrâneo evita que as folhas das plantas fiquem molhadas, reduzindo a propagação de doenças e infecções fúngicas. Tomates saudáveis e livres de doenças têm maior probabilidade de produzir frutos de melhor qualidade, com maior teor de sólidos solúveis, mais saborosos e visualmente atraentes”, completou Pires.

O especialista ainda relacionou benefícios da fertirrigação também para o tomate industrial:

●     Eficiência na entrega de nutrientes: os nutrientes são aplicados diretamente nas raízes das plantas, garantindo uma absorção eficiente e evitando perdas.

●     Controle nutricional mais preciso: os agricultores podem ajustar os fertilizantes de acordo com as necessidades específicas da cultura em diferentes estágios de crescimento, garantindo uma nutrição personalizada.

●     Uniformidade de nutrição: a combinação da fertirrigação com o sistema de gotejamento subterrâneo garante uma distribuição homogênea dos nutrientes essenciais, resultando em um desenvolvimento mais uniforme e na melhor qualidade dos tomates.

Ao harmonizar o sistema de irrigação com essa estratégia, o grande beneficiado é o produtor, que consegue otimizar os recursos disponíveis e potencializar sua área produtiva, alcançando rentabilidades muito maiores. Essa abordagem impulsiona a agricultura sustentável e eficiente, trazendo benefícios tanto para a fazenda quanto para o meio ambiente.

ARTIGOS RELACIONADOS

Cuidados no manejo do mulching

É sabido que, a cada ano, cada vez menos temos incidência de chuvas satisfatórias e há muita ...

Minimelancia pode ser produzida em estufas

A minimelancia pode ser cultivada com sucesso em estufas, oferecendo uma opção saudável e refrescante para os consumidores.

Pesquisadores produzem bioinseticida contra moscas-das-frutas

Esse bioinseticida é o primeiro produto formulado com o fungo Metarhizium anisopliae para o controle da mosca-da-carambola. A eliminação do inseto hospedeiro ocorre por meio da aplicação direta do produto no solo.

Agricultura regenerativa cresce

Uso de tecnologias voltadas para melhoria do solo e da sustentabilidade dos ....

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!