27.6 C
Uberlândia
sábado, abril 20, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasSojicultores são premiados pela BASF por alta produtividade

Sojicultores são premiados pela BASF por alta produtividade

Concurso TOP Soja da BASF incentiva os campeões a adotarem práticas inovadoras para o legado da agricultura brasileira.

Vencedores do TOP Soja na safra 2021-22

O concurso TOP Soja, promovido pela BASF, já homenageia sojicultores brasileiros que são líderes de produção há seis safras, desde 2014/2015. O objetivo é incentivar os agricultores a adotarem práticas sustentáveis com rentabilidade para o alcance de altas produtividades. Na safra de 2021/22, a BASF concedeu a premiação a 25 agricultores de diferentes regiões do Brasil [confira a lista abaixo] por conta de seus resultados de destaque, com produtividades superiores à média nacional.

Para eternizar e homenagear os agricultores participantes do TOP Soja, a BASF inaugurou o novo Hall do TOP Soja. O espaço virtual está hospedado na Fazenda BASF, plataforma de conteúdo para o agronegócio. “Queremos que o Legado dos agricultores fique eternizado neste espaço. Na safra 22/23, a BASF continuará ao lado dos agricultores para superar desafios e celebrar produtividades campeãs”, destaca o Gerente Sênior de Marketing Cultivo e Portfólio Soja, Vitor Bernardes.

O lançamento do novo Hall e a entrega das homenagens aos sojicultores campeões ocorreu em São Paulo, na sede da BASF. Presente no evento, o vice-presidente da Divisão de Soluções para Agricultura da BASF no Brasil, José Munhoz Felippe, destaca a responsabilidade que a agricultura mundial possui em alimentar a recente marca registrada de 8 bilhões de pessoas na Terra. “Na BASF, temos a ambição que a nossa agricultura prospere, sempre olhando para o equilíbrio entre a produtividade, a sustentabilidade e as demandas da sociedade”, frisa, parabenizando os agricultores campeões.

E alcançar altos níveis de produtividade não é tarefa fácil, reforça o diretor de diretor de Marketing da Divisão de Soluções para Agricultura da BASF, Eduardo Novaes, que menciona o importante trabalho colaborativo do campo. “O maior objetivo da BASF é ajudar a fortalecer o legado dos produtores rurais, porque é a continuidade deste legado que faz a agricultura brasileira continuar crescendo”, afirma.

Essa ideia é compartilhada com o agricultor campeão Elton Zanella, de Campos de Júlio (MT), que alcançou a marca de 115,16 sacas por hectare, maior produtividade desta edição do concurso. Segundo ele, o trabalho que realiza em sua propriedade leva em conta o relato e as experiências de outros agricultores espalhados pelo Brasil: “sempre seguir o exemplo de quem tem sucesso. O produtor sempre busca ajudar o outro. Quando é positivo, vamos buscar informação, e quando é negativo, já espalhamos para todo mundo não ter problema”, diz.

Também vencedor do concurso, o agricultor Karl Milla, de Baixa Grande do Ribeiro (PI), registrou 99,92 sacas colhidas por hectare. Um dos segredos deste sucesso, segundo o produtor, é o monitoramento constante de pragas e doenças. “O maior desafio é estar muito por dentro do que está acontecendo na lavoura para fazer o controle que precisa, no momento em que precisa, com os produtos relevantes”, afirma. Além disso, outro ponto-chave que Milla destaca é a paciência necessária. “A produtividade se constrói com o passar das gerações”, pontua.

Para se inscrever no TOP Soja

Qualquer sojicultor cliente BASF pode se inscrever no concurso TOP Soja. Quem tiver interesse deve procurar o representante de vendas BASF de sua região. A participação é auditada com base nos resultados do Desafio de Máxima Produtividade do Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB). O número de inscritos no concurso TOP Soja tem aumentado ano após ano. Na última safra, foram contabilizados 150 agricultores inscritos, o que representa aumento de 25% em relação ao concurso anterior.

Metodologia da premiação

A avaliação do concurso é feita em 29 regionais e consagra agricultor e consultor em cada uma delas. Para ganhar, é preciso que ambos tenham alcançado a maior produtividade em sua região.

O TOP Soja registrou média de produtividade de 85,1 sacas por hectare na safra 21/22. O número foi equivalente a cerca de 30% a mais do que a média nacional, que foi de 50,5 sacas por hectare segundo a Conab.

Interessados em participar do concurso para safra 2022/23 poderão se inscrever até o dia 10 de abril de 2023.

Vencedores Safra 21/22

  • Elton Zanella (MT) – Colheu 115,16 sc/ha
  • Rogério Pianezolla (GO) – Colheu 103,85 sc/ha
  • Roberto Vianna de Abreu (MT) – Colheu 93,75 sc/ha
  • Laércio Busato (MG) – Colheu 93,32 sc/ha
  • Karl Milla (PI) – Colheu 99,92 sc/ha
  • Rafaela Freitas (GO) – Colheu 87,77 sc/ha
  • Juliano Henrique Krames Lauxen – Colheu 103,62 sc/ha
  • Avelino Ricardo Menegaz (RS) – Colheu 91,72 sc/ha
  • João Aguinaldo Tomeleri (PR) – Colheu 94,32 sc/ha
  • Júlio Priori (GO) – Colheu 90,14 sc/ha
  • Theodorus Swart (SP) – Colheu 106,22 sc/ha
  • Agrícola 3 Lagoas (SP) – Colheu 90,49 sc/ha
  • Arlindo Romitti (PR) – Colheu 83.62 sc/ha
  • Grupo Mantiqueira (MG) – Colheu 84,44 sc/ha
  • Laércio Dalla Vecchia (PR) – Colheu 96,1 sc/ha
  • Bertão e Azevedo Produção Agrícola (RO) – Colheu 77,79 sc/ha
  • Domingos Mocelin (MT) – Colheu 83,22 sc/ha
  • Adelino Barbieri (RS) – Colheu 37,78 sc/ha
  • Claudir Balzan (MS) – Colheu 78,96 sc/ha
  • Diogo Tudela (MG) – Colheu 97,6 sc/ha
  • Flavio Schimitt (PR) – Colheu 92,78 sc/ha
  • Geovani Weber (RS) – Colheu 108,13 sc/ha
  • José Marcio Piassa (MG) – Colheu 97,59 sc/ha
  • Sergio Watanabe (MS) – Colheu 92,04 sc/ha
  • Egon Milla (PR) – Colheu 114,55 sc/ha

Clique aqui, acesse a Fazenda BASF e conheça o Hall do TOP Soja!

BASF na Agricultura. Juntos pelo seu Legado.

Sobre a Divisão de Soluções para Agricultura da BASF

A agricultura é fundamental para fornecer alimentos saudáveis e acessíveis suficientes para uma população em rápido crescimento, ao mesmo tempo em que reduz os impactos ambientais. Ao trabalhar com parceiros e profissionais agrícolas enquanto integra critérios de sustentabilidade em todas as decisões de negócios, nós ajudamos os agricultores a criarem impactos positivos na agricultura sustentável. É por este motivo que investimos em uma sólida estrutura de R&D, combinando ideias inovadoras e ações práticas no campo. Nosso portfólio inclui sementes e traits especificamente selecionados, soluções químicas e biológicas de proteção de cultivos, soluções para o manejo do solo, saúde vegetal, controle de pragas e ferramentas digitais. Com equipes especializadas em laboratório, campo, escritório e produção, nos esforçamos para encontrar o equilíbrio certo para o sucesso — para agricultores, para a agricultura e para as futuras gerações. Em 2021, nossa divisão gerou vendas de €8.2 bilhões. Para mais informações, visite www.agriculture.basf.com ou qualquer um de nossos canais nas redes sociais.

Sobre a BASF

Na BASF criamos química para um futuro sustentável. Nós combinamos o sucesso econômico com proteção ambiental e responsabilidade social. O Grupo BASF conta com aproximadamente 111 mil colaboradores que trabalham para contribuir com o sucesso de nossos clientes em quase todos os setores e países do mundo. Nosso portfólio é organizado em 6 segmentos: Químicos, Materiais, Soluções Industriais, Tecnologias de Superfície, Nutrição e Care e Soluções para Agricultura. A BASF registrou vendas de €78,6 bilhões em 2021. As ações da BASF são comercializadas na bolsa de valores de Frankfurt (BAS) e como American Depositary Receipts (BASFY) nos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.basf.com.

ARTIGOS RELACIONADOS

Destaques do portfólio BASF para o mercado florestal

Manejo integrado de formigas cortadeiras: todas as soluções BASF para manejo integrado estarão expostas no evento.

Selênio na soja: atuação na mitigação de estresses

Na soja, os estudos envolvendo o selênio ainda são incipientes. Ao aplicarmos o selênio na planta, ele melhora o metabolismo, podendo aumentar a concentração de clorofilas, combater radicais livres, ativar enzimas, entre outras.

Manejo nutricional garante diferencial para produtividade do cafeeiro 

Fertilizantes foliares podem ajudar produtores a extraírem potencial máximo da safra que vem sofrendo com seca e geada.

Plantas daninhas: problema nos campos que derruba produtividade

As plantas daninhas hoje representam um dos principais problemas na plantação de grãos. Segundo dados da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) Soja, as perdas podem chegar a 90% nas lavouras em casos extremos de infestação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!