27.6 C
Uberlândia
sábado, abril 20, 2024
- Publicidade -
InícioPecuáriaBovinosTecnoshow Comigo: aspectos globais, ciclos e perspectivas para a pecuária em 2023

Tecnoshow Comigo: aspectos globais, ciclos e perspectivas para a pecuária em 2023

A intenção é falar da revolução vivenciada pela pecuária no Brasil e no mundo

Rodrigo Albuquerque
Divulgação: Tecnoshow

Ao longo dos anos, a pecuária brasileira tem passado por revoluções em diferentes áreas, que vão desde a zootécnica até a financeira. São vários fatores que impactam a atividade e podem trazer resultados positivos ou negativos para quem atua no segmento. Por isso, é importante sempre estar atualizado sobre cenários, desafios e mudanças. Para orientar produtor e demais públicos em relação ao tema, a Tecnoshow Comigo trará em sua programação, no dia 29 de março, às 9 horas, no auditório 1 no Centro Tecnológico COMIGO (CTC), em Rio Verde (GO), a palestra ‘Pecuária atual, um convite à sua evolução’.

Quem abordará o assunto será o médico veterinário, pecuarista e analista de mercado do Notícias do Front, Rodrigo Albuquerque. “Vamos falar exatamente sobre ciclo pecuário, alguns aspectos globais que estão cada vez mais ligados ao nosso dia a dia, como guerra e eventos sanitários, e as perspectivas para 2023 e para os próximos anos. Queremos deixar bem claro que a pecuária passa por uma revolução, que é a revolução financeira do negócio. Além da revolução zootécnica que a gente passou em 1994, agora é a financeira”, explica.

Ele informa que o tema é importante porque é preciso entender que ter bons resultados zootécnicos não significa que vai ter bom resultado financeiro. “O que importa, justamente, é resultado de finança. Então a gente precisa entender essa dinâmica nova para poder se posicionar em frente a um setor que está em profunda mudança. Os desafios são como o nome da palestra diz: pecuária é um convite a sua evolução”.

Rodrigo acrescenta que o desafio maior é entender isso e evoluir, entender as habilidades e as competências que agora são necessárias, mas que antigamente não eram. “A gente precisa entender a dinâmica que acontece no Brasil todo, não só em Goiás. Eu acho que o que mais precisa avançar é o pecuarista em si. A gente avançou muito nos últimos na condição zootécnica, com os animais, mas eu acho que precisa avançar nos aspectos de gestão. Esse é o ponto principal e a gente vai debater muito na apresentação”, lista.

ARTIGOS RELACIONADOS

BVD é um risco à pecuária brasileira

Os riscos da Diarreia Viral Bovina e os prejuízos causados pela enfermidade aumentam com a incidência dos animais persistentemente infectados (P.I), que são os maiores transmissores da doença

Informação e comunicação são fundamentais para manter a competitividade da pecuária brasileira

A preocupação crescente de investidores e consumidores a respeito dos impactos socioambientais da atividade agropecuária tem trazido transformações no setor.

Rastreabilidade pode reduzir desmatamento

Estudo em parceria com a União Europeia aponta fiscalização das cadeias produtivas como um dos caminhos para a sustentabilidade no setor.

Perspectivas para Agrishow 2022 são excelentes

Tirso Meirelles, vice-presidente da Federação, destacou a alta produtividade da agropecuária paulista; Centro de Excelência da Cana-de-Açúcar será lançado na quinta-feira em Ribeirão Preto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!