20.6 C
Uberlândia
terça-feira, julho 23, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioArtigosTelas: opções para o sistema hidropônico

Telas: opções para o sistema hidropônico

Crédito: Ginegar do Brasil

Amanda Santana Chales
Engenheira agrônoma e doutoranda em Ciência do Solo – Universidade Federal de Lavras (UFLA)
amandaachales@gmail.com
Fabrício Teixeira de Lima Gomes
Engenheiro agrônomo – UFLA
agro.fabriciogomes@gmail.com
Júlio César Ribeiro
Engenheiro agrônomo, doutor em Agronomia, pesquisador e consultor
jcragronomo@gmail.com

O sistema hidropônico consiste no cultivo de plantas sem a utilização de solo, sendo os nutrientes fornecidos através de solução nutritiva, a qual é composta por água e nutrientes que chegam por fertilizantes apropriados.

O cultivo geralmente é realizado em estufas, as quais, de modo geral, possuem estruturas de proteção contra fatores ambientais às plantas, com a utilização de telas. Nesse sistema ocorre maior produtividade e qualidade das hortaliças, além do controle da temperatura e intensidade da radiação e menor incidência de pragas e doenças.

Telas

Existem diversos tipos de telas utilizadas na estrutura onde será conduzida a produção hidropônica. As telas podem ser termorrefletoras, fotoconversoras de luz, ou de sombreamento, além das malhas serem abertas ou fechadas, dependendo do cultivo e do objetivo do produtor.

De modo geral, as telas auxiliam no controle do microclima dentro da estufa, com redução de temperatura em dias mais quentes, menor oscilação térmica, estabilidade com relação à umidade, resistência aos raios ultravioletas e controle de fotoperíodo para culturas que demandam mais ou menos períodos de luz.

Há, ainda, proteção contra granizos e ventos, redução na incidência de insetos, por meio da barreira física que as telas proporcionam, aumento da atividade fotossintética e redução dos efeitos negativos da transpiração das plantas, proporcionando melhor acompanhamento das fases de desenvolvimento das culturas.

Custo-benefício

O custo das telas para o cultivo hidropônico varia de região para região, podendo oscilar de R$ 30,00 a mais de R$ 1.000,00 o metro quadrado, de acordo com o tipo de tela e a tecnologia empregada em sua confecção.

Aspectos como a estrutura e tamanho da estufa são fatores que influenciarão diretamente no custo do sistema. No entanto, o investimento nesse tipo de tecnologia pode representar ótimo custo-benefício, desde que associado ao manejo adequado da cultura, proporcionando incrementos na produtividade e, consequentemente, maior retorno econômico ao produtor.

Resultados

Com o cultivo hidropônico é possível ter diversidade de culturas ao longo do ano, tendo em vista a redução de ciclo, principalmente de hortaliças, devido ao uso da solução nutritiva e controle ambiental proporcionado.

Dessa forma, a escolha ideal de estrutura, a qual se inicia desde o local onde será construída a estufa até o tipo de estrutura interna, além da tecnologia a ser utilizada, terá impacto direto no sucesso da atividade.

Estruturas embarcadas de tecnologia, como uso de telas especiais associado à automatização do sistema, têm possibilitado altas produtividades. Contudo, o acompanhamento técnico desde o planejamento do sistema, manejo e condução da cultura é fundamental para se alcançar eficiência e rentabilidade no sistema.

ARTIGOS RELACIONADOS

Isla Sementes faz balanço positivo histórico durante participação na 18ª edição da Expoagro Afubra

   Mais de 98 mil visitantes passaram pela feira durante os 3 dias de evento   Acabou na última semana mais uma edição da Expoagro Afubra, maior...

X Encontro Brasileiro de Hidroponia e II Simpósio Brasileiro de Hidroponia

  De 17 a 18 de setembro Florianópolis sediará o Encontro e Simpósio Brasileiro de Hidroponia, que deve atrair visitantes de todo o Brasil   O X...

Isla Sementes apresenta inovações para o setor

  Há dez anos a Isla participa da Encontro de Hidroponia, ou seja, desde o início do evento. Para Cláudio Nunes Martins, gerente de vendas...

Hidroponia: Dicas sobre como deve ser a tubulação

São três os principais sistemas hidropônicos: sistema DFT, também chamado de “floating”, talvez o menos difundido no País: Em uma mesa plana onde fica circulando a solução, formando uma lâmina profunda (5 a 20 cm) onde as raízes ficam submersas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!