25.6 C
Uberlândia
quinta-feira, junho 13, 2024
- Publicidade -spot_img
InícioDestaquesComo fazer o preparo do solo para o plantio?

Como fazer o preparo do solo para o plantio?

Foto Shutterstock

Seja na agricultura familiar, na moderna, na intensiva ou extensiva, para o preparo do solo é preciso considerar as características da terra e o tipo de plantio que será realizado. Feito isso, o processo de preparação pode ocorrer de duas formas:

1 – Preparo primário

O preparo primário tem como objetivo reverter os danos que são causados pela circulação de máquinas e pelas chuvas, visando deixar o solo menos compacto, e envolve as seguintes práticas:

Aração – como o próprio nome sugere, a aração é o método de arar ou revirar as camadas da terra levando para baixo os conteúdos que estavam em cima, e vice-versa. Esse processo é vital para aumentar o nível de oxigenação de toda a matéria orgânica presente no solo e é especialmente usado em regiões de clima temperado. Caso a sua região seja coberta por clima tropical, essa técnica pode ser prejudicial para a área que será plantada. Além de ajudar na descompactação da terra, a aração ajuda no controle das ervas daninhas e na obtenção de um leito de semeadura, entre outros benefícios. Nesse caso e em outros, os Tratoritos a Diesel (Motocultivadores BTTD 10.0 E-1500 e BTTD 5.0 – 800), da Branco Motores, são equipamentos supereficientes na descompactação e na preparação da terra;

Escarificação – a escarificação também é um processo que pode ser realizado para revirar a terra, podendo ser uma alternativa para substituir a aração. Ela é realizada com um equipamento próprio, o escarificador mecânico, por isso é menos agressiva. Entre os principais benefícios da escarificação estão a possibilidade de maior cobertura do solo com resíduos de outras culturas; a menor necessidade de tempo para a realização do preparo do solo; a preservação da estrutura da superfície; e o menor uso de combustível. A técnica porém, não é eficiente no combate às ervas daninhas;

Subsolagem – A subsolagem é uma técnica indicada para o preparo de solo que apresenta maior compactação e alta resistência à penetração da água da chuva. Nessa técnica, são usados subsoladores, equipamentos que possuem hastes maiores e mais longas do que os escarificadores mecânicos. No entanto, eles demandam maior consumo de energia. De forma geral, a subsolagem faz com que a terra fique bem irregular, por isso, geralmente, é preciso outra técnica para finalizar o processo de preparo do solo para então iniciar o plantio.

2 – Preparo secundário

O preparo secundário tem por objetivo fazer a finalização, ou seja, nivelar a terra e preparar o leito da semeadura. Por isso, deve ser realizado o mais próximo possível da época do plantio. Então, é utilizada a técnica conhecida como gradagem, que consiste na finalização da aração e da subsolagem, deixando o solo mais plano e uniforme para receber a cultura. A gradagem pode ser realizada com grades de discos ou dentes, ou ainda serem utilizadas enxadas rotativas.

Existem dois detalhes que devem ser observados em relação ao preparo secundário: os agricultores que utilizam o método de plantio direto não realizam a gradagem; e é preciso muito cuidado para que essa etapa não acabe interferindo nos processos de preparo realizados anteriormente, devido à presença de maquinários na área.

LEIA TAMBÉM:

ARTIGOS RELACIONADOS

Qual a hora certa de utilizar os aminoácidos?

Todas as culturas são beneficiadas com a aplicação de aminoácidos, visto que eles ajudam a planta a se recuperar de algum estresse sofrido. As plantas sintetizam todos os 21 aminoácidos por ela demandadas, e a ciência moderna já consegue identificar em quais momentos dentro da fenologia da planta eles são mais demandados.

Fertilizante organomineral libera gradualmente nutrientes no solo

Adriana Souza Nascimento Engenheira agrônoma e extensionista rural da EMATER/DF adriana.nascimento@emater.df.gov.br Um novo fertilizante organomineral promete liberar os nutrientes no solo gradualmente, em até 30 dias, reduzindo...

Monitoramento de umidade do solo – Viável até para pequenos produtores

  Diante da maior crise hídrica dos últimos tempos, a saída para o agricultor que irriga é, sem dúvida, lançar mão de soluções inovadoras baseadas...

Sistemas biodiversos: A integração como agricultura

Autor Afonso Peche Filho Pesquisador científico do Instituto Agronômico de Campinas afonsopeche@gmail.com Atualmente, as atividades agrícolas da forma que são realizadas produzem, sabidamente, impactos significativos...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!