23.3 C
São Paulo
domingo, julho 3, 2022
- Publicidade -
-Publicidade-
Inicio Revistas Grãos Força dos óxidos de cálcio e magnésio para fertilização de solo

Força dos óxidos de cálcio e magnésio para fertilização de solo

 

Força dos óxidos de cálcio e magnésio para fertilização de solo -  Crédito Antônio Nolla
Força dos óxidos de cálcio e magnésio para fertilização de solo – Crédito Antônio Nolla

Existe hoje uma alternativa inovadora à base de óxidos de cálcio e magnésio que reagem imediatamente no perfil e superam as limitações do calcário. Estes óxidos são uma forma efetiva de nutrição de cálcio e magnésio, além de corrigir a acidez de solo e a toxicidade do alumínio em uma única aplicação

 

Dercy Pavão Júnior é engenheiro agrônomo, produtor de café em 140 hectares, na fazenda Santa Maria, no município de Capetinga (MG), e no Sítio São Carlos, em Ribeirão Corrente (SP), além de ser consultor técnico.

Há três anos Dercy faz uso do Oxyfertil® em sua lavoura e, em virtude do ótimo resultado obtido, ele também recomenda o produto aos seus clientes. “Antes eu fazia a aplicação nos meses de setembro e outubro, e agora também faço em dezembro e janeiro, em virtude de ter menos operações nas lavouras nesse período. Isso porque, como este é um produto muito reativo, possibilita fornecer cálcio e magnésio num período mais curto. O período de aplicação fica a critério do produtor, mas eu prefiro dezembro/janeiro“, aconselha o profissional.

Dercy Pavão Júnior, engenheiro agrônomo e produtor de café -Crédito Divulgação
Dercy Pavão Júnior, engenheiro agrônomo e produtor de café -Crédito Divulgação

Dercy tem trabalhado com 1/3 da recomendação de calcário convencional junto ao Oxyfertil®, e nas áreas que dispensam a aplicação de calcário, ele aplica uma dose de manutenção de Oxyfertil®, cerca de 500 kg/ha, com o objetivo de deixar o pH equilibrado, evitando a acidificasção dos fertilizantes NPK e fornecendo cálcio e magnésio como nutrição da planta.

O produtor explica que Oxyfertil® foi adotado visando neutralizar o alumínio do solo, elevar o pH e fornecer cálcio e magnésio. “O café tem respondido muito bem. Eu sempre trabalhava com um produto específico nesta cultura, principalmente magnésio, mesmo utilizando o calcário comum. Mas, com o Oxyfertil® não é mais preciso usar esses elementos específicos“, considera Dercy, que constatou ganhos de produtividade com a nova técnica.

 

Custo-benefício

O custo do Oxyfertil® é um pouco maior, segundo Dercy, porém, essa diferença é recuperada na aplicação, que é mais barata em virtude da quantidade utilizada ” 500 kg do Oxyfertil® correspondem a 1.500 kg do calcário comum. “Eu teria que andar muito mais para buscar o calcário comum, e o operacional é facilitado, assim como há economia no frete, resultando em um mesmo custo“, compara.

Solo mais corrigido

As análises de folha mostraram que os níveis de cálcio e magnésio aumentaram muito, o que vai contribuir para a cultura no decorrer dos anos. Dercy conta, ainda, que a amostragem do solo na profundidade de 20 a 40 cm indicaram igualmente aumento de cálcio e magnésio, elementos que estão descendo mais no solo do que o calcário comum, sendo que este último ainda precisa de ajuda mecânica para tal.

“A importância do Oxyfertil® descer é que ele corrige o alumínio em profundidade, melhora o pH, fazendo com que a planta consiga absorver mais fósforo, cálcio, magnésio e potássio. No ambiente de 20 a 40 cm, que é onde há muita raiz, o ambiente se torna mais suscetível para a melhora da planta, e o cálcio e o magnésio acabam sendo mais explorados“, detalha Dercy.

Existe hoje uma alternativa inovadora à base de óxidos de cálcio e magnésio que reagem imediatamente no perfil - Crédito Ademir Torchetti
Existe hoje uma alternativa inovadora à base de óxidos de cálcio e magnésio que reagem imediatamente no perfil – Crédito Ademir Torchetti

Substituto de produtos mais caros

Acácio José Dianin é engenheiro agrônomo, cafeicultor e consultor. Ao todo ele tem 140 hectares plantados na fazenda Castellana, no município de Monte Carmelo (MG).

“Há três anos usamos o Oxyfertil®, um produto mais nobre do que o que havia no mercado até então. Ele vem em substituição a outros produtos que usávamos como corretivos de solo, como o calcário, e de outros produtos fontes de cálcio e magnésio. Como corretivo, o Oxyfertil® se mostrou muito melhor do que o calcário, por ser mais disponível e se movimentar mais no solo“, compara o produtor.

Acácio usava calcário todo ano, mas ele conta que não havia movimentação do elemento no solo, e por isso os resultados na correção do perfil, bem como a disponibilidade de cálcio e magnésio, não eram alcançados.

Então, Oxyfertil® entrou como corretivo, substituindo, com muitas vantagens, o calcário em questão, com movimentação e resposta rápidas. Um segundo benefício bastante considerável, segundo Acácio, é a fonte de cálcio e magnésio do produto, que são bastante importantes para o café.

“Antes tínhamos que usar fontes que eram bem mais caras para ter o mesmo benefício que o Oxyfertil® nos dá. Não tivemos redução de custos, mas ganhamos muitos benefícios. Comparando o calcário com nitrato de cálcio e sulfato de magnésio, que são três produtos que precisávamos usar, o Oxyfertil® substitui todos. Apesar de ser um pouco mais caro que o calcário, quando se coloca o custo do nitrato de cálcio e do sulfato de magnésio, por exemplo, os custos se equivalem, com vantagens para o Oxyfertil®, que corrige mais rápido e supre toda a necessidade de cálcio e magnésio que o café precisa. Uso Oxyfertil® há três anos e recomendo“, garante o produtor.

Ainda segundo Acácio, uma vantagem expressiva do Oxyfertil® é não ficar preso a determinada época do ano para aplicá-lo. “Tendo umidade, ele pode ser aplicado em qualquer época, porque a resposta é muito rápida, diferente do calcário, que só pode ser jogado no início das chuvas, pois precisa de grande quantidade de água para reagir. A resposta que a planta dá é visual, dentro de 15 a 30 dias, sendo que ela fica mais verde e se desenvolve mais rápido“, considera.

Essa matéria completa você encontra na edição de janeiro da revista Campo & Negócios Grãos. Clique aqui para adquirir já a sua.

 

Inicio Revistas Grãos Força dos óxidos de cálcio e magnésio para fertilização de solo