25.6 C
Uberlândia
segunda-feira, abril 15, 2024
- Publicidade -
InícioArtigosGrãosInovação - Análise de solos em apenas 30 segundos

Inovação – Análise de solos em apenas 30 segundos

 Crédito Divulgação
Crédito Divulgação

A Embrapa Solos (RJ), em parceria com a iniciativa privada, desenvolveu um pacote tecnológico destinado à análise de solos que irá revolucionar o mercado no Brasil. Denominado SpecSolo, ele tem a vantagem de analisar as amostras de solo de forma não destrutiva, rápida e econômica.

Dezenas de parâmetros de fertilidade (carbono orgânico do solo, pH, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, dentre outros) e física do solo (argila, silte e areia) podem ser analisados simultaneamente em apenas 30 segundos. A análise convencional demora dias para apresentar os mesmos parâmetros.

“O SpecSolo é baseado no uso de técnicas de espectroscopia vibracional e de inteligência artificial“, detalha André Marcelo de Souza, pesquisador da Embrapa Solos e responsável pela tecnologia. Ele explica que a tecnologia lança mão de algoritmos precisos e eficientes. “Estes algoritmos“, explica o cientista, “usarão um robusto banco de dados, com mais de um milhão de amostras de solos representativos do Brasil“.

O pesquisador conta que as amostras e dados analíticos relacionados foram obtidos de um dos maiores laboratórios de análises de solos do mundo, o Instituto Brasileiro de Análises (IBRA), parceiro do projeto de desenvolvimento e corresponsável pela tecnologia.

“A solução analítica SpecSolo é uma das maiores inovações em análise de solos das últimas cinco décadas no Brasil, retomando a missão da Embrapa de propor e implantar novas metodologias em análise de solos no cenário agrícola brasileiro”, reitera o chefe-geral da Embrapa Solos, Daniel Vidal Pérez.

Tanto o instrumento quanto a tecnologia possuem a chancela da Embrapa. Portanto, o SpecSolo será mais um método oficial preconizado pela empresa para análise de solos no Brasil.

SpecSolo promete revolucionar o mercado de análises de solo, auxiliando no manejo da lavoura - Crédito Shutterstock
SpecSolo promete revolucionar o mercado de análises de solo, auxiliando no manejo da lavoura – Crédito Shutterstock

Como funciona

Para a dupla de diretores do IBRA, Armando Saretta Parducci e Thiago Parducci Camargo, a parceria entre a Embrapa Solos e o IBRA possibilitou o desenvolvimento da tecnologia. “Somos os pioneiros no Brasil em construir um banco de dados robusto com um número tão expressivo de amostras dos solos brasileiros, essencial para o desenvolvimento e sucesso da tecnologia“, diz Armando Parducci.

Além do numeroso banco de dados, o pacote tecnológico SpecSolo conta com um software hospedado na nuvem exclusivo para o processamento da informação e um equipamento inovador dedicado à análise de solos, denominado SpecSolo-Scan.

O equipamento possui um amostrador automático que permite análise simultânea de 40 amostras de solo e autonomia para trabalhar sozinho durante 20 minutos. Após esse tempo, os resultados analíticos são gerados automaticamente, acessando remotamente o banco de dados.

Os resultados podem ser liberados de acordo com o serviço adquirido pelo cliente, podendo ser na forma de resultados analíticos de cada parâmetro do solo, ou por faixas de interpretação da fertilidade do solo.

O projeto ainda conta com um sistema especialista para gerar recomendações de adubação e calagem, segundo os principais manuais disponíveis no País. O SpecSolo-Scan é o primeiro instrumento comercial de espectroscopia no infravermelho próximo e visível (VisNIR) do mundo a apresentar um amostrador automático e um sistema integrado com banco de dados totalmente dedicado à análise de solos.

Versatilidade

A versatilidade dessa tecnologia atende a diferentes públicos-alvo, como laboratórios de analises de solo, cooperativas agrícolas, usinas de açúcar e álcool, órgãos de pesquisa e extensão rural, empresas de agricultura de precisão e consultores. “Programas do governo, como o Programa ABC (Agricultura de Baixo Carbono), e atividades relacionadas à caracterização e planejamento do uso da terra (levantamento de solos tradicional e digital) ganham eficiência com a adoção da tecnologia”, afirma o pesquisador da Embrapa Maurício Rizzato Coelho.

“A tecnologia irá permitir a substituição, com rapidez e precisão, dos métodos tradicionais em análise de solos, muitos deles poluentes ao meio ambiente, mitigando os impactos ambientais e diminuindo os custos dos laboratórios com o tratamento e destinação correta de resíduos”, afirma André Marcelo.

Além disso, devido à sua versatilidade, produtores rurais que antes tinham dificuldade de conduzir análises de solos e, consequentemente, as recomendações de adubação e correção, passarão a ter fácil acesso à nova tecnologia.

Em consequência, espera-se um aumento de produtividade dos sistemas de produção devido ao uso racional de corretivos e fertilizantes, com redução dos impactos ambientais e melhoria da qualidade de vida no meio rural.

“Qualquer laboratório de análise de solos do Brasil poderá usufruir dessa tecnologia, acessando o portal da SpecSolo (www.specsolo.com.br)”, revela a chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Solos, Denise Werneck. A página contém um formulário para cadastro dos interessados.

Receptividade

O pré-lançamento da tecnologia ocorreu no Congresso Brasileiro de Agricultura de Precisão (ConBAP), no começo de outubro, em Goiânia (GO). “Foi evidente a aceitação do público: produtores rurais, representantes de laboratórios e consultores agropecuários se mostraram muito interessados na tecnologia e o equipamento se destacou”, revela Armando Parducci.

O lançamento do SpecSolo será no dia 20 de outubro, às 10h, durante o FertBio, congresso científico dedicado a pesquisas em fertilidade do solo, que também será realizado em Goiânia. O chefe-geral da Embrapa Solos, Daniel Vidal Perez, fará uma palestra que discutirá os novos rumos e possibilidades em análise de solos no Brasil, com ênfase na tecnologia SpecSolo.

Essa matéria completa você encontra na edição de outubro 2017 da revista Campo & Negócios Grãos. Adquira já a sua para leitura integral.

ARTIGOS RELACIONADOS

Agricultura de precisão – Fruticultura agradece com produtividade

  Givago Coutinho Doutor em Fruticultura e professor - Centro Universitário de Goiatuba (UniCerrado) givago_agro@hotmail.com Rafael Azevedo Arruda de Abreu Engenheiro agrônomo e doutorando em Fitotecnia " Universidade...

Como utilizar substâncias húmicas na produção de grãos?

Autores Regina Maria Quintão Lana Professora de Fertilidade e Nutrição de Plantas – Universidade Federal de Uberlândia (UFU) rmqlana@ufu.br Reginaldo de Camargo Professor de...

Importância do Smart Farming no futuro

José Luiz Tejon Megido Conselheiro fiscal do Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS) e dirigente do Núcleo de Agronegócio da ESPM   Smart Farming está diretamente relacionado à...

Você realmente sabe adubar seu cafezal?

Carla Verônica Corrêa cvcorrea1509@gmail.com Bruno Novaes Menezes Martins brunonovaes17@hotmail.com Fabrício Custódio de Moura Gonçalves fabricio-moura-07@hotmail.com Engenheiros agrônomos e doutorandos em Horticultura " UNESP/Botucatu Muitos técnicos e cafeicultores, ao recomendarem...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!