27.1 C
Uberlândia
domingo, fevereiro 25, 2024
- Publicidade -
InícioDestaquesOs impactos das moscas-do-chifre no rebanho

Os impactos das moscas-do-chifre no rebanho

Ectoparasitas causam prejuízos de até US$ 2,56 bilhões na pecuária

A rentabilidade da atividade pecuária pode ser diminuída significativamente pelos efeitos dos parasitos que acometem os bovinos. As perdas econômicas causadas pelos parasitos dos bovinos podem gerar prejuízos de até US$ 14 bilhões por ano. Entre esses parasitas estão as moscas-do-chifre, que se não forem controladas de forma correta gerar perdas econômica de US$ 2,56 bilhões ao setor. 

Créditos: Divulgação

A infestação por Haematobia irritans, nome científico das moscas-do-chifre, tem impacto negativo sobre a produção e o desempenho dos bovinos, expressos na diminuição do ganho de peso, da produção de leite, do apetite e da conversão alimentar. O ectoparasita afeta o rebanho especialmente no período de chuvas e altas temperaturas, condições muito frequentes no Brasil. 

Uma infestação constante de 500 moscas ao longo de um ano pode levar a uma perda anual de 40 kg de peso por animal/ano e redução de até 25% na produção de leite, perda de 2,5 litros de sangue/ano, queda de até 15% da taxa de prenhez, além de comprometer a alimentação do animal, diminuindo sua produtividade.  

“O estresse provoca profundos efeitos sobre a fisiologia do animal, em consequência disso há redução na produção de leite, redução no ganho de peso e danos ao couro.”, disse o Gerente Técnico de Bovinos da Zoetis, Elio Moro.  

Na maioria dos estados brasileiros, as altas infestações ocorrem no início e final do período chuvoso e é este o momento correto para se planejar o controle e tratamento da mosca-dos-chifres, de acordo com os estudos de dinâmica populacional, que definem as melhores épocas de controle em relação ao nível de infestação nos animais. 

Atualmente, um dos métodos mais eficazes para o tratamento e controle da mosca-dos-chifres é a utilização de brincos mosquicidas que protegem os animais por até 180 dias. “A Zoetis oferece ao pecuarista o TopTag 180, com tecnologia moderna garantindo a maior concentração de Diazinon no produto, alta resistência e elasticidade do brinco”, ressalta o especialista. 

Utilizando apenas 1 brinco por animal, você tem proteção eficaz por até 180 dias, a maior do mercado. Com isso, você consegue realizar a aplicação do brinco mosquicida durante campanhas de vacinação, entre outros protocolos maiores, evitando manejos adicionais ao longo do ano e causando menos estresse e gasto energético aos animais. 

ARTIGOS RELACIONADOS

Razão estoque/uso de café suaves e os impactos

Confira os impactos sobre diferenciais e a razão do estoque pelo uso.

Impactos do El Niño na safra de 2023/24

O El Niño está frequentemente associado a temperaturas mais altas, que podem afetar negativamente o desenvolvimento de algumas culturas sensíveis ao calor.

Colheita tardia de milho: impactos na entressafra

Produtor deve se atentar a alguns pontos, como identificação das plantas daninhas e histórico de resistência na área, para ser mais assertivo na dessecação

Fertilizantes com aminoácidos minimizam impactos do El Niño

Essas mudanças climáticas podem intensificar o estresse biótico e abiótico nas plantas, resultando em quedas significativas na produtividade e na qualidade dos produtos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!