19.6 C
Uberlândia
domingo, maio 19, 2024
- Publicidade -
InícioAnimaisBovinosMonitoramento remoto garante bem-estar animal e tranquilidade para pecuarista

Monitoramento remoto garante bem-estar animal e tranquilidade para pecuarista

Tecnologia utiliza sensores que monitoram saúde, ruminação, consumo de alimentos e cio de vacas leiteiras

Divulgação

Realidade cada vez mais presente da porteira para dentro das fazendas, a tecnologia é fator essencial para a conquista de melhores resultados no campo e também para a manutenção do bem-estar animal. Exemplo desses novos tempos, que há pouco chegou ao Brasil, é a ferramenta de monitoramento Alta COW WATCH, lançada pela líder mundial em melhoramento genético bovino, Alta, que monitora as vacas de um rebanho com um colar, repleto de sensores, colocado no pescoço do animal.      

A tecnologia funciona de forma simples, detectando e enviando os sinais coletados 24 horas por dias, o que auxilia o monitoramento de informações essenciais do animal, inclusive de saúde, conforme explica o gerente de Pecuária de Precisão da Alta, Tiago Ferreira. “O Alta COW WATCH é um sistema de monitoramento de saúde, ruminação, cio e consumo de alimento para vacas leiteiras. A ideia é que, com esse monitoramento, o produtor alcance melhores índices reprodutivos e de saúde, como alertas de detecção do cio, indicando quais são os melhores momentos para fazer a inseminação”, afirma. 

Tecnologia já utilizada em mais de 5 milhões de animais ao redor do mundo, esse monitoramento detecta todos os movimentos e atividades da vaca, emitindo alertas  quando há alterações de comportamento. “Pecuária de precisão significa saber o que está acontecendo na fazenda, com os animais 24 horas por dia, sete dias por semana. Isso tem tudo a ver com o bem-estar do animal. Ao constatarmos no monitoramento que a vaca está comendo normalmente, tendo boa ruminação, temos a garantia de que está tudo bem e, principalmente, de que podemos tratar os problemas precocemente, quando eles surgirem”, complementa Ferreira.   

Fazendas Sertãozinho e São Francisco são pioneiras no uso da tecnologia no Brasil 

Centenas de vacas das fazendas Sertãozinho e São Francisco, ambas em Minas Gerais, já estão fazendo uso da tecnologia e sendo monitoradas 24 horas por dia. “Trata-se de uma solução completa e que facilita demais a nossa vida. Vamos focar muito em reprodução, especialmente cio de retorno e saúde animal. Com o Alta COW WATCH, vamos identificar os problemas com antecedência e melhorar o desempenho do rebanho de uma maneira geral”, comenta o proprietário da Fazenda Sertãozinho, Andres Sanches.   

Já para o proprietário da Fazenda São Francisco, Élcio Mendes, a tecnologia será fundamental para controle e gerenciamento de todo o rebanho, melhorando todos os indicadores de desempenho. “Essa solução vai nos oferecer dados estruturados que vão facilitar as tomadas de decisão na velocidade adequada, que é justamente o que a fazenda necessita. Teremos resultados mais eficientes de gestão”, explica Mendes.     

O fato de o Alta COW WATCH monitorar todas as atividades dos animais, desde a ruminação até a observação de reprodução, é uma grande vantagem competitiva para essas fazendas, explica o gerente de Pecuária de Precisão da Alta. “Por meio de milhares de algoritmos, a tecnologia consegue captar e registrar o comportamento médio padrão dos animais. Caso algum animal fique inativo por muito tempo ou apresente um comportamento diferente, é enviado um alerta ao celular do proprietário da fazenda para que as providências sejam tomadas”, conta.

Estimativas da Alta apontam que nas fazendas localizadas nos EUA que são clientes da empresa e que utilizam a tecnologia de monitoramento Alta COW WATCH, a economia dos fazendeiros chega a ultrapassar 2 mil dólares por vaca com a prevenção de doenças, ocasionando menos custos para o pecuarista e garantindo o bem-estar animal.   

LEIA TAMBÉM:

ARTIGOS RELACIONADOS

Pecuária brasileira tem prejuízos próximos a R$ 70 bilhões

É essencial fazer o controle estratégico dos vermes e carrapatos, onde é realizado um protocolo antiparasitário antes que exista uma alta carga parasitária.

Conheça as seis melhores vacas do Brasil

Durante o mês de janeiro, as seis melhores vacas competirão para receber o maior prêmio da raça holandesa, título que elege a melhor vaca do Brasil.

BVD é um risco à pecuária brasileira

Os riscos da Diarreia Viral Bovina e os prejuízos causados pela enfermidade aumentam com a incidência dos animais persistentemente infectados (P.I), que são os maiores transmissores da doença

Carne Carbono Neutro: o futuro da pecuária

Marca-conceito desenvolvida pela Embrapa, CCN certifica carnes que compensam as emissões de carbono em sua produção

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
Falha na pontuação do usuário captcha. Por favor, entre em contato conosco!